Lojinha e brechó no Pai Maneco

Segundo a Mãe Pequena, Camila de Iemanjá, a lojinha foi criada pela Mãe Lucília de Iemanjá, há aproximadamente dez anos. “O diferencial é que ali você encontra produtos específicos e que não são muito fáceis de serem encontrados em lojas pela cidade, como por exemplo faixas, panos de cabeça, roupas. Temos também CD´s e apostilas feitas por nós. Livros, temos o Grifos do Passado e exemplares do Alexandre Cumino. Começamos também uma parceria com o Leo, do Bazar Pai João, o qual vende contas para guias, em saquinhos individualmente separados”, explica.

Para o médium da casa, que deseja ter seus produtos expostos na lojinha, existem algumas regras como estar com a mensalidade em dia, os produtos serem ligados à Umbanda, sendo que o conceito tem que ser aprovado pelos responsáveis, e destinar 15% do valor da venda para a manutenção do espaço e pagamento de funcionário. Os interessados devem procurar a Denise, a partir das 19h no próprio local.

Uma novidade recente é o Brechó Maria Farrapo, que também está instalado nas dependências do Terreiro. “A criação foi ideia minha, para arrecadar fundos para o terreiro. A maior parte das pessoas fazem doações, algumas deixam peças para vender e é repassado 20% do valor para a casa. Já o valor das peças doadas fica 100% para o terreiro”, explica Joyce Khury.
Quem tiver interesse em doar ou deixar roupas e calçados para venda é só procurar às responsáveis no próprio local.

O brechó funciona às terças das 19h às 22h, às quartas das 15h às 22h e aos sábados das 17h às 22h.
A lojinha funciona de segunda à sábado das 19h até o fim do intervalo.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.