Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, domingo, 23 julho de 2017

Entrevistas Transcrição Completa

Estudo e entrevistas no Terreiro do Pai Maneco

ENTREVISTAS REALIZADAS DENTRO DO TERREIRO PAI MANECO

Entrevistas com as entidades do Pai Beco.
Foi pedido para que falassem sobre o entendimento deles sobre OXALÁ.

Entrevista Caboclo Pena Branca
Oxalá é o Orixá maior, a energia de OXALÁ está dividida entre todos os Orixás, não há incorporação de entidades na linha de OXALÁ. Na Umbanda todos são filhos de OXALÁ. As entidades de OXALÁ não tem incorporação, e não é por serem de OXALÁ e sim por causa da energia que é muito grande. Os filhos sentem a vibração da energia de OXALÁ e não vibração de entidades, se for vibração de entidade é uma vibração de outro Orixá que pode incorporar e trabalhar
nessa linha energética.

São 7 energias cósmicas, uma maior que as outras. Seo Pena Branca não é cruzado ele é Caboclo de OXÓSSI que traz junto com ele energia de OXALÁ. OXALÁ não é polêmico, os filhos que são, por que os Pais de Cabeça saem de outra linha como OGUM, OXÓSSI ou XANGÔ.

Entrevista Pai Miquimba
Os pretos velhos vêem OXALÁ como nós. OXALÁ é Jesus Cristo, e quando Pai Miquimba era encarnado, na senzala, na frente do altar era Jesus e atrás do altar era OXALÁ. Na verdade Jesus é OXALÁ e OXALÁ é o Orixá maior, sem OXALÁ nada acontece. A Umbanda é muito grande, muito maior que nosso entendimento. E os Orixás são as 7 energias da terra. A religião dos negros é a africana e nosso país é 90% católico, fica mais fácil utilizar o sincretismo e por isso ele é respeitado e quando se fala de OXALÁ, se fala de Jesus.

O culto de religião africana não era permitido então faziam o culto como os católicos, não existia incorporação.

Entrevistas com médiuns do Terreiro Pai Maneco

Entrevista Mirtes de OXUM, capitã e chefe de cambones da gira de Segunda Feira

Pergunta: Você já viu ser experimentado na gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Nunca vi nem comentários sobre isso

Pergunta: Porque num filho de OXALÁ, o pai de cabeça precisa sair de outra linha masculina?
Resposta: Porque OXALÁ não é um Caboclo, não é um pai de cabeça. Teu pai de Cabeça é um caboclo, ou seja, só poderá ser de OGUM, XANGÔ ou OXÓSSI. OXALÁ é vibração cósmica.

Pergunta: Acha que existe a possibilidade de ter um Caboclo essencialmente de OXALÁ?
Resposta: Para mim, não existem caboclo de OXALÁ.
A Umbanda é fundamentada na vibração de Zambi, OXALÁ é filho de Zambi, não é uma energia incorporativa. Existe uma vibração específica de OXALÁ? Acredito que sim, ouvi Seo Fernando falar uma vez de uma energia prata que caía em cima do terreiro, acredito que era uma energia de OXALÁ. Seo Junco Verde falou de quando os caboclo batem os pés no chão do céu caiam gotas prata, uma energia de OXALÁ, mas não é uma energia de incorporação. Seria uma vibração indireta, passa através de alguém, vem de OXALÁ, mas não depende de um cavalo ou de um espírito intermediador, vem diretamente dele.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala por exemplo que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se a gente for pensar neste sentido, podemos pensar que se
não existe Caboclo de OXALÁ, então não pode teve nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Não sei, essa pergunta é muito complexa para meu entendimento. Os filhos de OXALÁ são vibrações cósmicas, então não podem ter sido um caboclo.

Pergunta: Acredita que a área de regência de OXALÁ é o topo das montanhas e o ar puro?
Resposta: Faz um pouco de sentido, mas eu acredito que ele esteja divido em todos os 6 Orixás, para se aproveite dela em sua essência. Nunca pensei nisso, mas seria um simbolismo legal. Pra mim está em todos os lugares. Vejo o topo da montanha, como um sentido figurado daonde ele tem uma visão global, olhando tudo, cuidando de
tudo. Não vejo OXALÁ como Jesus, não vejo como uma imagem, vejo como uma energia, ele não é palpável, ele é o sol, o nascimento de tudo.

Entrevista João Emerson da Costa, filho de OXALÁ, médium da gira de Segunda Feira

Pergunta: Você sente vibração quando é tocado ponto de OXALÁ?
Resposta: OXALÁ não incorpora, ele atua no plano astral em toda as linhas. Eu sinto uma paz, mais uma tranqüilidade que uma vibração propriamente dita. Existem formas de se vibrar e de sentir essa energia, eu sinto em forma de paz.
Pode ser um caboclo que venha na linha de OXALÁ, o Caboclo Urubatão da Guia é um Caboclo que é OXÓSSI mas que trabalha com a vibração de OXALÁ. Não quer dizer que ele seja um Caboclo de OXALÁ, mas sim um Caboclo de OXÓSSI que trabalha na vibração de OXALÁ.

Pergunta: Como filho de OXALÁ que energia da natureza você acha que se afiniza mais com você?
Resposta: Todas. Mas me afinizo mais com a cachoeira, adoro água.

Pergunta: Você concorda com o arquétipo de OXALÁ?
Resposta: Que somos sofredores, que carregamos o mundo nas costas, que sofremos muito pelas outras pessoas? Eu acho que é tudo verdade. Se a energia de OXALÁ entende que só deve existir paz e amor, então quando não encontra isso no mundo é natural que sofra. Acho que deveria procurar até patologias clínicas nos filhos de OXALÁ, vejo um problema comum nos filhos de OXALÁ que é o transtorno bipolar, os que eu conversei todos já passaram por tratamento dessa doença. Pois os filhos de OXALÁ ou são explosivos ou são ‘bundão’, não tem meio termo. Acho que entender as fragilidades pode ajudar, uma observação válida, acho isso importante. O ponto forte é a vontade de ajudar todo mundo e saber que as coisas não funcionam assim.

Pergunta: Alguns lugares, principalmente no Candomblé, dividem OXALÁ em velho e novo, você acredita que isso se afiniza também num filho de OXALÁ na Umbanda do Terreiro Pai Maneco?
Resposta: Eu respeito a crença dos outros, mas acho que para a Umbanda o guerreiro pode ser um bom conselheiro e o velho pode ser um bom guerreiro, mas eu acho que OXALÁ tem a minha idade, tem a energia que flui em mim com a minha idade temporal.

Pergunta: Na entrevista com a Mãe Lucília ela colocou que sente falta de pontos de OXALÁ, que sejam mais alegres. Como você sente isso?
Resposta: Acho importante que a energia de OXALÁ seja aquela que deixa tênue, que volta a energia para acalmar as pessoas. Durante um trabalho que necessite de alegria, acho que o espírito erê está mais perto de OXALÁ e eles trazem essa alegria. Entregamos então para o Seo Ogan Kaian e ver se ele inspira alguém a fazer pontos assim. Na nossa concepção OXALÁ é paz, tranqüilidade, então tudo que se relaciona a OXALÁ é paz, é serenidade, então é natural que os pontos tragam essa paz. A guerra o homem produz, a paz ela existe por si.

Pergunta: Acredita que OXALÁ teve uma encarnação na terra como Jesus?
Resposta: As literaturas explicam que são várias encarnações desse espírito, ou seja, ele vem em todas as grandes religiões da humanidade.

Pergunta: Virtudes de OXALÁ?
Resposta: Caridade, fraternidade, tudo o que une, tudo o que agrega para o bem ao próximo é OXALÁ. O que faz você pensar mais no outro que em você mesmo, o que transcende você, sua racionalidade, é OXALÁ. Considerações do entrevistado: É muito pouco falado de OXALÁ, eu entendo que ele trabalha através dos outros, mas ele aparece pouco, se chama pouco, até no obi quase sempre ele é o último. Tenho a impressão que ninguém toca no que é de OXALÁ, mas não explicado. Acho que num terreiro, cada um tem sua função e todos trabalham juntos para ter um resultado. Dos Orixás, quem vai responder à Zambi? Se tudo tem falange, se tudo presta conta para alguém, então nossos Orixás são o panteão da Umbanda, todos eles prestam conta juntos à Zambi.

Entrevista Claudio Henrique de Castro (Filho de OXALÁ da gira de Quinta Feira)

Pergunta: Com qual das forças da natureza OXALÁ atua? Se a a resposta forem todas. Porque todas?
Resposta: OXALÁ atua com todas as naturezas, porque é o Pai, criador, o Orixá maior (nas lendas do candomblé e iorubá porque venceu Exú)

Pergunta: O que ele tem de diferenciado dos demais para atuar em todas e não em uma apenas?
Resposta: Vide a primeira resposta. Na verdade os Orixás tem forças específicas para cada situação, mas ele resolve todas. Pergunta: Porque se diz que não existem espíritos de OXALÁ se existem em todos os demais?
Resposta: Isto é controverso, depende o centro ou o terreiro que se siga, alguns crêem que não é bem assim.

Pergunta: Porque não se incorpora os espíritos mesmo eles estando trabalhando quando se toca para OXALÁ?
Resposta: Isto também é controverso, alguns terreiros admitem incorporações. Há muito tempo atrás se falava que seriam as incorporações dos kardecistas (naquela Umbanda mais tradicional) ou na chamada Umbanda Branca.

Pergunta: Porque tem poucos filhos de OXALÁ em comparação aos demais?
Resposta: Depende, em alguns terreiros é assim, em outros não. Tem haver com as características do terreiro e sua linha (ou Orixá) de atração.

Pergunta: Pode OXALÁ 'ceder a coroa' do seu filho para outro Orixá? Porque aconteceria?
Resposta: A coroa é uma só, isto de ceder coroa é um equívoco, a seqüência de orixás de cada um tem haver com sua individualidade, são importantes do primeiro ao último.

Pergunta: Médiuns videntes, vêem o que quando é chamado OXALÁ/Entidades de OXALÁ no terreiro?
Resposta: Ouvi dizer uma luz intensa ou névoa branca ao redor de todos.

Pergunta: Qual a relação de OXALÁ com a linha dos mendigos e Linha do Oriente?
Resposta: A linha dos mendigos é de grande elevação moral e espiritual, não significa que seja uma linha de OXALÁ, igual do Oriente que pode ser chamada em muitas situações, não somente na vibração de OXALÁ.

Pergunta: Na sua opinião, quais espíritos se manifestam no terreiro quando é cantado para OXALÁ?
Resposta: São os espíritos de OXALÁ, há terreiros e obras escritas que prevêem a vinda de pretos de OXALÁ, normalmente, falam pouco e raro dão consultas.

Pergunta: Os Caboclos de OXALÁ, são conhecidos por não trabalharem dando consultas, geralmente dando passes de energização e, dizem, não se manifestam em qualquer terreiro. Na sua opinião a não manifestação deles se dá pela negativa do dirigente do terreiro em 'acreditar' que não existam Caboclos dessa linha, ou há
algum motivo espiritual para isso?
Resposta: Depende da orientação espiritual (e da elevação) de cada casa. Podem dar consultas, mas são consultas de poucas palavras e grande conteúdo.

Pergunta: Se, no terreiro que você participa, existem Caboclos e/ou Entidades na linha de OXALÁ que trabalham, por favor, nos conte mais sobre eles, tais como nomes, forma de trabalho.
Resposta: Desconheço, mas sinto a manifestação deles em dado momento do trabalho muito raramente (isto como falei é controverso).

Entrevistas com Mães e Pais de Santo do Terreiro Pai Maneco

Entrevista Mãe Lucília de Yemanjá – Gira de Segunda-Feira

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Não. Na verdade OXALÁ é uma vibração, nunca ninguém vai incorporar OXALÁ. Mas olhe, acho que não tem ninguém que diga que é uma entidade de OXALÁ, eu não conheço.

Pergunta: Você acredita que os Caboclos para usar a energia de OXALÁ tem sempre que ser cruzado? Por exemplo, Seo Pena Branca, um Caboclo de OXÓSSI cruzado com OXALÁ?
Resposta: Todas as entidades trabalham na força de OXALÁ. No meu entendimento, Seo Pena Branca é de OXÓSSI, ponto. Ele é OXÓSSI e não OXALÁ, ele trabalha na vibração de OXALÁ assim como todas as entidades trabalham na vibração de OXALÁ.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, alguns dizem que tem vibração de incorporação na hora que cantam para OXALÁ. Como você vê isso?
Resposta: Seria alguma entidade que está vindo sob a vibração de OXALÁ. Não significa que seja uma entidade de OXALÁ.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando explica que, por exemplo, um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então, se a gente pensar neste sentido, podemos pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, por que não havia nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Eu acho o seguinte, quando você diz que é filho de um Orixá, você vibra dentro daquela onda cósmica. Você não incorpora o espírito de Iansã, você incorpora um caboclo, uma ondina dentro dessa vibração. Da mesma maneira que vejo IEMANJÁ, vejo OXALÁ. IEMANJÁ, OGUM, OXÓSSI, XANGÔ todos estão sob a vibração de OXALÁ, OXALÁ está lá em cima e depois vem as outras. Então sempre vai ter a vibração de OXALÁ no terreiro. Na minha visão.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” e quero trabalhar na linha de OXALÁ teria algum problema?
Resposta: Eu orientaria o médium para que ele entendesse que a vibração de OXALÁ, é uma vibração universal para todas as entidades, para todos os espíritos que incorporam na casa.

Pergunta: Não teria nenhum estudo em cima do ponto?
Resposta: Não. Eu vou ser bem clara sobre esse assunto, até porque eu respeito muito as entidades. Então, se uma entidade chegar e falar que está sob o comando de OXALÁ eu vou entender perfeitamente, mas eu acho muito difícil vir uma entidade dizendo que é de OXALÁ senão teríamos Jesus Cristo incorporado na terra? Acho que não. Deus incorporando? OXALÁ é uma vibração maior, ela que comanda todos. Eu imagino que é o Deus supremo, Cristo, não imagino uma entidade desse porte vindo no terreiro. “É muita areia para nosso caminhãozinho”

Pergunta: No site da Tenda Mirim consta que eles acreditam que OXALÁ é o Orixá que rege as montanhas altas, o ar puro.
Resposta: Na verdade eu concordo com eles, mas não me limitaria a tão pouco, eu acho que OXALÁ está sobre o Universo, sobre o cosmos, está em tudo, inclusive em, nós.

Pergunta: Alguma consideração que você queira que conste no trabalho?
Resposta: A minha consideração é que precisamos de música de OXALÁ, urgente. Não sei quem fará porque normalmente os pontos são dados pelas entidades e OXALÁ não incorpora, ela não dá ponto, mas eu sinto uma necessidade muito grande de ponto de OXALÁ. Principalmente ponto alegre. Hoje tivemos um batizado e queríamos cantar ponto de OXALÁ e os pontos eram tristes, era ponto de cura. O ponto do Reinaldinho é maravilhoso, mas é de cura. Eu sinto falta de música de OXALÁ alegre.

Quanto a energia, sou muito pequena para falar da energia de OXALÁ, até porque é uma energia que eu não entendo, por isso coloco lá acima de tudo, pra nem chegar perto, porque eu acho ela uma energia superior e como está muito acima de mim eu não consigo alcançar, então prefiro deixar a distância pois eu não tenho nenhuma explicação sobre ela. Dificilmente terei respostas, então deixo intocável. Eu cultuo muito OXALÁ, respeito muito, mas não investigo muito porque acho que não é terreno.
Acho importante o trabalho para levar ao Pai Fernando as dúvidas dos Pais de Santo, nossas dúvidas, para que ele esclareça tudo isso.

Pergunta da Nathalia Andrade que estava acompanhando a entrevista. Pensando que é uma energia superior, como eu vou ser filha de OXALÁ? Como eu vou ser filha de uma energia superior se na verdade ela está para todos, não tem com eu ser filha, todos são filhos. O que tem de diferente para uma pessoa ser especificamente filha de OXALÁ?
Resposta: Essa é uma boa pergunta para fazer ao Pai Fernando, porque eu não sei te responder isso. E eu não tenho vergonha para te dizer que não sei. É uma pergunta super inteligente, acho que cabe dentro do tema, mas eu não sei te responder.

Pergunta: Como você vê o Arquétipo de OXALÁ?
Resposta: Eu por exemplo tenho minha visão que os filhos de OXALÁ sempre carregam o mundo nas costas, são pessoas sofridas. Na verdade esse trabalho é importante para termos essas respostas.

Pergunta do Gabriel: E pq tem tão poucos filhos de OXALÁ no terreiro?
Resposta: Não sei

Pergunta: Quando se coloca que OXALÁ é o Orixá maior, não há um precedente para os filhos de OXALÁ se sentirem melhor que os outros?
Resposta: O que a Umbanda ensina é que somos todos iguais. Se ele for um bom umbandista ele não vai se sentir, jamais, melhor que ninguém, por isso usamos branco e pés descalço, por que todo mundo é igual.

Entrevista Pai Jussaro de OGUM – Gira de Terça Feira

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Não. Nunca experimentei incorporação na linha de OXALÁ. O que acontece, às vezes, é que em determinados trabalhos, os Caboclos estão incorporados e canta para OXALÁ. Vibra? Vibra, por que OXALÁ vibra em tudo. OXALÁ é o Orixá Cósmico maior, então vibra, mas experimentar chamar um caboclo especificamente na linha de
OXALÁ, nunca experimentei.

Pergunta: Que não seja Caboclo, sabe alguma outra entidade que possa trabalhar nessa linha?
Resposta: Não e nunca experimentei chamar.

Pergunta: Você acredita que os Caboclos para usar a energia de OXALÁ tem sempre que ser cruzado? Por exemplo Seo Pena Branca, um Caboclo de OXÓSSI cruzado com OXALÁ?
Resposta: Eu acredito que Seo Pena Branca é OXÓSSI, OXÓSSI e pronto. Seo Águia Branca, eu acho que até o Pai Leo explicou aquele dia, eu vejo como Seo Rompe Mato, ele trabalha como OXÓSSI e como OGUM. Então é um caboclo de OXÓSSI que vibra em OXALÁ, mas essa história de Caboclo cruzado, eu ainda não formatei bem a idéia. Seo Pena Branca é um Caboclo de OXÓSSI, que vem das matas, um índio brasileiro, que veio das matas. Ele tem uma vibração diferente, principalmente com Pai Beco, mas se é um Caboclo de OXALÁ que cruza com OXÓSSI, não sei, quem pode explicar é o Pai Fernando.

Pergunta: Alguns lugares acreditam que existam não só Caboclos, mas muitas entidades específicas de OXALÁ. Aqui nós sabemos que o Orixá não incorpora...
Resposta: Existem os Orixás cósmicos e do Caboclo que vem na vibração da linha. Orixá não incorpora, ele vibra.

Pergunta: Pensando que o Orixá não incorpora e sim vibra, pq não tem uma vibração de incorporação de OXALÁ?
Resposta: Não sei, pode ser que tenha a vibração, você possa até sentir uma vibração num determinado momento do trabalho que esteja cantando para OXALÁ e sentir uma vibração de um caboclo de OXÓSSI que vem dentro dessa vibração, que veio e se manifestou, mas que não vai dar nome e riscar ponto dizendo que é um Caboclo de OXALÁ.

Pergunta:  Nesses lugares que acreditam ter incorporação de OXALÁ, dizem que os Caboclos não são caboclos que dão consulta e sim passes de energização.
Resposta: Daí eu vejo assim, os Caboclos que vem dentro dessa vibração, dessa energia de OXALÁ para dar os passes, mas não significa que sejam Caboclos de OXALÁ

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, alguns dizem que tem vibração de incorporação na hora que cantam para OXALÁ. Como você vê isso?
Resposta: Se tem vibração de incorporação eles que se soltem e incorporem e veja o que vai vir. Se vai receber um Caboclo de OXÓSSI que está sobre essa vibração, que vai entrar nessa vibração. Eu quando estou incorporado com Seo Tucuruvu que ele manda tocar para OXALÁ a vibração dele muda. Na outra semana fizemos um trabalho de cura
que Seo Tucuruvu precisou de OXÓSSI, a vibração dele muda. Pega gira de OGUM, tava aquela energia bombando e de repente dá uma virada e chama outra linha, é totalmente diferente, o campo vibratório é outro, a vibração acompanha os trabalhos que estão acontecendo.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala por exemplo que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se a gente for pensar neste sentido, podemos pensar que,
digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Mas nós não temos um monte de filho de corrente filho de OXALÁ? Da mesma maneira que nós temos aqui no terreiro médiuns que são de OXALÁ que incorporam OXÓSSI, XANGÔ e OGUM também pode ter caboclo que tiveram essa encarnação tendo como Orixá OXALÁ. Não sei se você reparou, quando jogamos o obi e abre OXALÁ, jogamos o obi denovo para ver qual é o desenvolvedor e porque não esse Caboclo que tinha o Orixá Maior sendo OXALÁ ele não pode trabalhar na linha do desenvolvedor? Eu vejo da mesma forma. É igual a nossa corrente, é filho de OXALÁ mas trabalha com Caboclo de XANGÔ, de OXÓSSI, de OGUM. Pra mim Caboclo é Caboclo. No sábado vieram me perguntar de OGUM, dos diferentes nomes e pra mim OGUM é OGUM, se é Rompe Mato, Naruê, Megê, pra mim é OGUM e vibram dentro da linha de OGUM.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” e quero trabalhar na linha de OXALÁ teria algum problema?
Resposta: Se eu tivesse incorporado eu deixaria para a entidade resolver. Se fosse para mim, Pai Jussaro, eu iria analisar com muito carinho, muito cuidado e se ainda ficasse alguma dúvida “Pai Fernando, help me, please” sem o menor constrangimento.

Pergunta: No site da Tenda Mirim consta que
eles acreditam que OXALÁ é o Orixá que rege as montanhas altas, o ar puro.
Resposta: Pra mim OXALÁ rege o Universo. Não que ele seja melhor que os outros, mas cada um tem um pouco da essência de OXALÁ. Acho que OXALÁ rege tudo.

Pergunta: O Pai Leonardo pediu para fazer algumas considerações no final da entrevista com relação a OXALÁ e hoje estava lendo o blog da Andréa onde ela fala sobre OXALÁ e diz que no entendimento dela OXALÁ é o Orixá que propicia a fé, a prática da fé. Como você vê OXALÁ?
Resposta: OXALÁ pra mim é o maior, não quer dizer que ele seja maior, mas que ele coordena tudo. Eu vejo assim. Não que ele possa mais que OGUM, mas cada um tem suas funções. Ele é o “Pai Fernando” nosso (risos)

Pergunta: Alguma consideração que você queira que conste no trabalho?
Resposta: Mas eu te digo assim, Denise, todos os Orixás pra mim são maravilhosos, então falar de OXALÁ e não falar de OGUM, falar de OGUM e não falar de OXÓSSI, pra mim tá tudo interligado. Sou filho de OGUM, mas peço para o Orixá que eu mais estou precisando naquele momento, então se preciso de OXUM, faço uma entrega para OXUM, se estou muito apagadinho eu peço p/ Iansã me dá uma força. Então você tem, sei lá, é difícil pra mim falar de um e não falar de outro. OXALÁ não é um tema polêmico, Orixá não é polêmico, ele é o que é. Quem faz a polêmica é a gente, a nossa vida tem dificuldades mas a gente cria as dificuldades, as vezes podíamos facilitar e a gente complica. Acho bacana o tema, bacana a iniciativa do grupo de estudos, vai ser produzido um material muito bom, uma somatória muito grande, um material muito rico para o terreiro. Hoje cada um de nós, ninguém é maior/melhor que ninguém e acho que nós aqui fazemos parte da história do terreiro, é importante que fique catalogado, guardado e que todos tenhamos acesso.

Entrevista Mãe Elirian de XANGÔ – Gira de Quarta Feira à tarde

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Não que eu conheça. Na minha gira não e também não conheço nenhum trabalho realizado nesse sentido.
OXALÁ é conhecido como Orixá na Umbanda, é a representação suprema, magnífica na incorporação o médium não incorpora o Orixá e sim a energia que vem do campo, o que sabemos é que existem linhas subordinadas a OXALÁ, e as linhas são as 7 linhas. É uma vibração muito sutil, muito fina, para vibração no corpo físico. Olhando para os Orixás, pelo que conhecemos, o que é um Orixá, Orixá ninguém incorpora, incorpora as vibrações da natureza, das 7 linhas. Na linha de consideração de Orixá, que nunca passaram por um corpo físico, OXALÁ é uma exceção pois ele foi humano e teve uma vida na terra. Por isso há uma dificuldade de entendimento de OXALÁ, por que ninguém vai incorporar OXALÁ, no próprio entendimento do humano, ainda não temos a sutileza e/ou refinamento de espírito como seria talvez necessário para incorporação de energia de OXALÁ.
OXALÁ é a representação suprema, a origem pura.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, alguns dizem que quando toca ponto de OXALÁ, sente vibração. Ou eles não identificam a vibração, não sabem se tem realmente um espírito ali, se seria um caboclo, um monge, ou o que fosse, mas a sensação que a gente sempre tem é que não há uma liberdade de ter essa incorporação, talvez nunca tenham falado não incorporem... ouvimos que OXALÁ não incorpora, não existe entidade de OXALÁ, Caboclo de OXALÁ, OXALÁ não trabalha, OXALÁ não incorpora por ter uma vibração maior.
Resposta: Eu penso assim, a partir do momento que eu me predisponho a chamar uma linha eu jamais impediria que houvesse incorporação ou perguntaria o motivo de ter vindo, pois se eu estou chamando é natural que venha. Todas as linhas fazem cura, mas durante um trabalho esse próprio caboclo pode mudar sua vibração para o que seja mais necessário para o momento. Eu não teria problema, faria sim uma vibração na linha de OXALÁ e permitira que os médiuns incorporassem, só não sei se aconteceria por que acho que o corpo humano não está preparado para sentir uma energia tão pura.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala, por exemplo, que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se agente for pensar neste sentido, a gente pode pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, então quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: No meu entendimento, todos somos filhos de OXALÁ, alguns tem características maior daquele Orixá. Mas todos são filhos de OXALÁ. É a forma de como cada um está hoje, a forma de agir de cada um.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” teria algum problema?
Resposta: Receberia na minha gira com a maior naturalidade. Por que a linha de OXALÁ, os falangeiros de OXALÁ, seriam Caboclo, Preto Velho e Criança, ou seja, todas as entidades são representações de OXALÁ. Na linha de OXALÁ eles são ‘diretamente’ subordinados, eles são a representação direta de OXALÁ. Quando você fala de qualquer entidade das linhas, estamos falando diretamente das entidades tendo como comando a hierarquia de OXALÁ, então, todas as linhas estão sob o comando de OXALÁ. Todos os Caboclos representam uma linha da natureza e se todas as linhas estão sob o comando de OXALÁ automaticamente todos representam também OXALÁ, que seria um comando maior.

Pergunta: Há afinidade entre OXALÁ e Linha do Oriente e Linha Médica?
Resposta: Se OXALÁ tem supremacia sobre todas as energias da natureza, então qualquer entidade que venha também vem sob a vibração de OXALÁ, todas as entidades também tem a vibração de OXALÁ. Pois OXALÁ está em tudo. OXALÁ mantém a força, mantém a união. Todos precisam ter algo que lhe sirva de referência, e para nossos trabalhos na Umbanda essa referência é OXALÁ.

Entrevista Mãe Jocelen de OXUM – Gira de Quarta Feira

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Já, não é que foi experimentado, foi tocado um ponto de OXALÁ e veio uma entidade de OXALÁ. Fazemos esse trabalho toda semana, mas numa determinada gira foi tocado para OXALÁ e veio uma entidade, mas não foi um experimento.

Pergunta: Quais entidades que vieram?
Resposta: Pai Tomás, em mim e numa outra ocasião que estava tendo um trabalho de atendimento de cura e foi cantado ponto de OXALÁ e ele veio em outro médium. E nunca percebeu de ter vindo entidade de outra linha como Caboclo ou Erê, não posso dizer não veio, mas eu nunca vi.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, principalmente, especificamente essa filha que está no sábado, quando toca ponto de OXALÁ, a maioria diz que sente vibração. Ou eles não identificam a vibração, não sabem se tem realmente um espírito ali, se seria um caboclo, um monge, ou o que fosse, mas a sensação que a gente sempre tem é que não há uma liberdade de ter essa incorporação, talvez nunca tenham falado não incorporem... ouvimos que OXALÁ não incorpora, não existe entidade de OXALÁ, Caboclo de OXALÁ, OXALÁ não trabalha, OXALÁ não incorpora por ter uma vibração maior.
Resposta: Acredito que se você consegue controlar uma vibração, então não é vibração de incorporação. Por que se um espírito quiser incorporar, ele vai incorporar. E se vier um espírito sem autorização, daí ele se resolveria com o dirigente. As pessoas têm que se sentir livre para dar passagem e ver o que vai acontecer, por que pode ser uma grande oportunidade de aprendizado. Tem que não ficar pensando e deixar viver intensamente aquele momento, por que se deixando viver esse momento ela terá o entendimento do que está acontecendo.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala, por exemplo, que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se agente for pensar neste sentido, a gente pode pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, então quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Não sei. O que eu observo que não sei se tem a ver, isso quem fala são alguns teóricos, o que a gente observa no terreiro é que mais tem filhos é de OXÓSSI, OGUM e IEMANJÁ e acho que é o momento do planeta, o que mais precisa é de pessoas de criação. Não sei se é uma condição da gente de não ter tanto. Mas se tem/teve de uma forma ou de outra eles virão. Tem médiuns que nunca incorporam e mesmo assim o Pai de Cabeça está com ele, orientando, coordenando e mesmo assim ele tem o Pai de Cabeça. O que eu sei é que de alguma forma esse espírito fará o desenvolvimento do seu filho, mesmo que ele não seja um médium incorporante. Eu joguei obi para um filho da corrente e deu OXALÁ e toda vez que olho p/ ele eu o vejo com uma faixa azul, eu joguei obi o segundo Orixá dele deu IEMANJÁ, joguei o obi novamente p/ ver o 3º para saber quem era o pai de cabeça e deu OXÓSSI, insisti muito em OGUM, mas deu OXÓSSI. Ele ainda não está trabalhando com seu pai de cabeça, mas eu não me preocupo muito com isso, eu demorei mais de 10 anos para saber quem era meu pai de cabeça, e não me preocupava com isso. Acho que é o momento que o universo não precisa tanto de filhos de OXALÁ, imagino que OXALÁ veio num momento diferente, na época de construção da vida você precisa de energia de transformação, de força, que você vê em OXÓSSI, XANGÔ, OGUM, IEMANJÁ... já OXUM e Iansã não são tantos filhos. O Pai de Cabeça trabalha, quando vão dar passe,
ou algum trabalho de meio. Percebemos que não é uma energia atuante de OXÓSSI, uma energia atuante de OGUM e pode ser sim OXALÁ porque é uma energia diferente, você percebe que é uma outra energia que está atuando, mas não podemos afirmar “o que” está ali.
OXALÁ dá uma aliviada muito grande, uma paz muito grande, um amor muito grande, um amor que parece tomar conta do ambiente, então eu acho que o espírito atua, mas de uma outra forma, tão sutil que as vezes nem percebemos.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” teria algum problema?
Resposta: Nunca aconteceu, nunca vi em gira nenhuma, na gira do Seo Fernando me parece que eu já vi, mas ele foi chamado não “veio”. O que eu sei é que as entidades da linha de OXALÁ não “vem” porque é uma energia tão sutil. Quando canta para OXALÁ é aquela calmaria e normalmente os médiuns já estão incorporados quando canta o ponto.
Eu identifiquei a vibração do Pai Tomás e meu pai pequeno tratou como se fosse o Pai Tomás, meu Pai Pequeno que identificou, eu percebi, mas estava vibrada.. é uma energia tão diferente, que é difícil expressar, nem fala. Se um dia vier, eu veria como tratar.

Pergunta: Em algumas pesquisas que fizemos algumas pessoas dizem que os Caboclos de OXALÁ não trabalham dando consulta e sim passes, sem falar. Como você vê isso?
Resposta: O que eu observo é que não vem mesmo para conversar, pelo tempo que estou na Umbanda nunca vi uma entidade de OXALÁ vir ao terreiro para trabalhar.

Pergunta: Como você vê o arquétipo do filho de OXALÁ?
Resposta: Tem que cuidar com os achismos, existe uma idéia pré concebida errada com relação aos arquétipos dos Orixás. OXALÁ tem uma organização muito boa, os filhos são extremamente organizados, tem um astral muito bom, está sempre de bem com a vida, sempre tem uma palavra de bondade para as pessoas, nunca de preconceito, é um pouco metódico senão ele se perde. O que ele pode vir a ser chato é por causa dessa maneira metódica de ser.
Algumas considerações:
Quando estamos no terreiro e é chamada a linha de OXALÁ, ela consegue trazer uma harmonia, uma unidade que nenhuma outra linha traz, isso não quer dizer que ele é maior ou melhor, mas ele concentra todas essas energias.
Não conheço muito de Jesus Cristo, fui católica até os 14 anos, mas não conheço muito, mas eu sou muito racional, mas quando eu penso no planeta e que tem civilizações que nem conheceram Jesus, mas que tiveram ‘avatares’ tão ou mais que ele, eu não posso ver como Jesus. Eu sei que aqui no Brasil, no contexto que ele foi descoberto e a constituição cultural aproxima mais a visão de Jesus a OXALÁ. Eu acho que Cristo é um símbolo para nós e que se a Umbanda tivesse surgido no Japão ou na China talvez fosse outro. Cristo é só 2000 anos e a Terra existe a muito mais que 2000 anos. Eu acho que tem muitas outras pessoas que já viveram aqui e carregavam essa energia.

Às vezes penso se Cristo é a representação de OXALÁ, eu consigo pensar assim e entender assim, se em outras épocas era esse mesmo espírito em outros seres e que em cada época ele viria, retornaria em outra época por uma necessidade nossa.

Entrevista Pai Leonardo de OXÓSSI – Gira de Quarta Feira

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Já foi feita vibração de OXALÁ várias vezes, e os médiuns vibram, mas nunca incorporam. Entidade incorporante tem que ser de um dos Orixás OXÓSSI, OGUM ou XANGÔ. Orixá puro não incorpora.

Pergunta: Possibilidade de ter um Caboclo essencialmente de OXALÁ?
Resposta: Não tem essa possibilidade, assim como não tem Caboclo cruzado com OXALÁ, Seo Pena Branca é um Caboclo de OXÓSSI. Por algum motivo OXALÁ não definiu um ‘cascão’ como os outros fizeram para haver incorporação. Ficou definido como energia pura, não humanizada. Tudo na Umbanda é humano, a Umbanda é um
resultado cultural do índio, negro e o branco colonizador que virou Exu. Voltando a OXALÁ, tem muitos espíritos que vem, tem anjos também. Por exemplo, OXALÁ está em Seo Pena Branca, OXÓSSI fica “OXALÁrizado”. Seo Rompe Mato é um bom exemplo para explicar, tem Rompe Mato de OGUM e de OXÓSSI, qdo ele vem em OGUM tem uma energia de OXÓSSI, mas ele é OGUM. Quando vem OXÓSSI vai ser OXÓSSI, vai agir como OXÓSSI, riscar elementos de OXÓSSI, são energias diferentes que se fundem. Pessoalmente acha que Seo Pena Branca é mais OXALÁ que OXÓSSI, mas para vir na Umbanda ele vem como OXÓSSI.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, principalmente, especificamente essa filha que está no sábado, quando toca ponto de OXALÁ, a maioria diz que sente vibração. Ou eles não identificam a vibração, não sabem se tem realmente um espírito ali, se seria um caboclo, um monge, ou o que fosse, mas a sensação que a gente sempre tem é que não há uma liberdade de ter essa incorporação, talvez nunca tenham falado não incorporem... ouvimos que OXALÁ não incorpora, não existe entidade de OXALÁ, Caboclo de OXALÁ, OXALÁ não trabalha, OXALÁ não incorpora por ter uma vibração maior.
Resposta: Eu acho que é a linha que vem maior quantidade de espíritos é quando se toca para OXALÁ, ele é a grade casa aberta de energia, por isso vem tanto, por que não força um formato de incorporação. Imagina argila fresca, é uma forma, pode virar qualquer forma, para vir na Umbanda precisa ter um formato, e os espíritos que
trabalham nessa linha não criam um formato, um cascão, para haver a incorporação. Porque OXALÁ é expansão, se haver incorporação o médium sai voando, é uma energia expansiva, que toma conta do ambiente todo. Os médiuns devem curtir essa vibração, pois ela serve para curar, entrar no campo energético como uma ‘pomada’. Vindo na gira de quinta feira, ano passado passei por uma experiência marcante com essa vibração de OXALÁ, todo mundo sentiu, foi vibrante, foi forte. Mas foi um momento raro, pois normalmente a energia de OXALÁ é sutil.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala, por exemplo, que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se agente for pensar neste sentido, a gente pode pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, então quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Não, absolutamente, eu pessoalmente acho que o espírito do Caboclo Pena Branca foi um espírito que quando encarnado era filho de OXALÁ.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” teria algum problema?
Resposta: Se acontecesse isso, eu teria que ver o caso individualmente, se tinha alguma confusão do médium, se houve alguma brecha energética no médium para algum egun. Teria que analisar.

Comentário do entrevistador: Eu estava lendo um texto da Tenda Mirim do Caboclo das 7 Encruzilhadas, e nesse texto ele coloca OXALÁ não como aquele que rege tudo, mas aquele que rege o alto das montanhas e o ar puro e os cristais. Como você pensa?
Resposta: Eu acho que os Orixás são as faces de Deus para o planeta, das criaturas viventes qual é a mais evoluída? O ‘animal’ mais completo seria o homem e isso puxa uma visão de Deus, e para entender Deus é preciso fracioná-lo. Os Orixás são separados para nós, mas é tudo Deus, todos nós somos Deus. É como se uma célula do corpo quiser
entender o corpo todo. Se divide em sete, três masculinos e três femininos, é um pouco diferente do entendimento do Pai Fernando, OXALÁ é a reunião dos sete, o branco, é a união de tudo. Não acho que tenha uma hierarquia. Jesus Cristo foi a expressão maior da perfeição de Deus, foi a melhor coisa que ocorreu foi OXALÁ ter se humanizado por duas vezes, no Ocidente e no Oriente, e vem o Deus que se torna homem para vir para terra. Jesus criou uma forma para nos ajudar no entendimento. Deus é Jesus, Jesus é OXALÁ.

Considerações que o Pai Leonardo pediu para serem incluídas no trabalho.
A maior representação de OXALÁ na Umbanda é o pano branco, e em tudo está o branco, o pano branco simboliza o que é livre de pecado, o que não pode ser sujo de maneira nenhuma. A religião é uma grande casa aonde as pessoas se encontram para praticar a sua fé. Ninguém entra na casa do pai com os pés sujos, por que o pano branco não pode Sr maculado, e esse pano absorve toda a ‘sujeira do mundo’, toda a feirua, e esse é o grande trabalho, a purificação, a conscientização, as vitórias sobre o negativismo. Na natureza tudo é equilibrado, por isso procuramos a Umbanda, Exu é o primeiro que vai executar a limpeza, por que foi a parte que eles fizeram, eles quebraram a harmonia que existia nos índios, nos negros, atrocidades terríveis aconteceram, a pureza foi quebrada e o pano branco ficou encharcado de sangue e ele terá que ser purificado até a última gota, por isso existem os Exus, para purificar essa sujeira. A Umbanda resolve carmicamente a história do Brasil. Os pretos velhos podiam estar na casa de Deus, mas eles optam por não ir antes de resgatar os filhos que se ‘perderam’ no caminho. OXALÁ é Orixá Maior por que é o símbolo máximo da sutileza, da pureza, da não humanidade, da angicalidade.

Entrevista Pai Beco de OXÓSSI – Gira de Quinta Feira

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Numa gira de final de ano o Caboclo Pena Branca fez uma vibração de OXALÁ que foi muito forte, quando todos esperavam uma proteção de OGUM, mas ele fez uma vibração de OXALÁ e que foi espetacular. Eu acredito que um Orixá encarnou na terra p/ ensinar. Eu associo, um pouco, OXALÁ com Jesus. Eu acho que OXALÁ é um Orixá sagrado, e para ele não há necessidade de ter uma falange trabalhando com essa energia, pois nem sabemos como utiliza a energia de OXALÁ. Na verdade nem dos outros, são sete energias da natureza que nós não sabemos como funcionam.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, principalmente, especificamente essa filha que está no sábado, quando toca ponto de OXALÁ, a maioria diz que sente vibração. Ou eles não identificam a vibração, não sabem se tem realmente um espírito ali, se seria um caboclo, um monge, ou o que fosse, mas a sensação que a gente sempre tem é que não há uma liberdade de ter essa incorporação, talvez nunca tenham falado não incorporem... ouvimos que OXALÁ não incorpora, não existe entidade de OXALÁ, Caboclo de OXALÁ, OXALÁ não trabalha, OXALÁ não incorpora por ter uma vibração maior.
Resposta: A vibração pode ser de incorporação, mas do guia do médium trabalhando numa energia vinculada a OXALÁ.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala, por exemplo, que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se agente for pensar neste sentido, a gente pode pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, então quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Exceto OXÓSSI, não é necessariamente dessa forma, mas não contestamos isso. Não é possível que todos os encarnados que chamamos de índios eram filhos de OXÓSSI, esses que trabalham na linha de OXÓSSI eram filhos de OXÓSSI, vieram de propósito ser índios. Aqueles que hoje trabalham na Umbanda eram escolhidos e
trabalham hoje na energia de OXÓSSI. Temos vários médiuns filhos de OXALÁ, mas esses espíritos não vêm pela energia de OXALÁ, exemplo, Seo Pena Branca vem na linha OXÓSSI, pois faz parte dele, do trabalho dele a energia de OXÓSSI e não de OXALÁ. Fazemos assim porque nunca aconteceu, em tantos anos nunca teve um Caboclo de OXALÁ. Entender uma linha cósmica, o porquê das 7 energias, porque alguns tem características de determinado Orixá, o que isso quer dizer no mundo astral nós não sabemos.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” teria algum problema?
Resposta: Ia chamar todos para ver, pois seria a primeira vez que aconteceria no terreiro. Veja bem, todos os filhos de OXALÁ, joga-se segundo santo por que a entidade responsável por aquele filho vem da linha de outro Orixá.

Pergunta: Quais as características dos filhos de OXALÁ?
Resposta: Os filhos de OXALÁ tem que ver o comportamento do segundo Orixá masculino, assim como as filhas de IEMANJÁ, OXUM, Iansã... os filhos de OXALÁ tem uma tendência muito grande ter o segundo santo como XANGÔ, na hora que sente energia de incorporação é energia de XANGÔ. Ele tem como característica comportamental filho de OXALÁ, mas comportamento mediúnico de XANGÔ. Imaginamos que se for chamado energia de OXALÁ, os espíritos que irão incorporar são os espíritos desenvolvedores daquela pessoa, seja ele OXÓSSI, OGUM ou XANGÔ

Tem que pesquisar, não pode ficar parado, a gente segue uma orientação, e essa orientação é que os filhos de OXALÁ não têm incorporação porque não existe uma falange que trabalhe mediunicamente com a energia de OXALÁ, ela tem outra finalidade que não é o desenvolvimento mediúnico.

Entrevista Mãe Rita de OXUM – Gira de Sexta Feira

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Já. A gente chama Caboclo: Seo Aymoré, daí vem os Pretos Velhos na linha de OXALÁ.

Pergunta: Essas entidades chegam e riscam ponto?
Resposta: Na verdade são entidades que a gente conhece, são entidades que trabalham na linha de OXALÁ, vem normal trabalham e vão embora. Não vem só pra vibrar, vem pra trabalho.

Pergunta: Você acredita que os Caboclos para usar a energia de OXALÁ tem sempre que ser cruzado? Por exemplo Seo Pena Branca, um Caboclo de OXÓSSI cruzado com OXALÁ?
Resposta: Na verdade assim, como Pai Fernando sempre diz, o Caboclo é de OXÓSSI, mas ele vibra na linha de OXALÁ, é isso que eu acredito. É a nossa filosofia, essa é a Umbanda que nós aprendemos e que nós praticamos, acredito dessa maneira.

Pergunta: Alguns lugares acreditam que os Caboclos de OXALÁ dão mais vibração que consulta. Quando você chama esses Caboclos na sua gira, como eles se comportam?
Resposta: Então, depende do trabalho, se for necessário sentar e dar consulta ele vem, senta e dá consulta porque é o trabalho dele. Se for necessário vibrar ele vem só vibrar.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, alguns dizem que tem vibração de incorporação na hora que cantam para OXALÁ. Como você vê isso?
Resposta: Eles têm liberdade de incorporar normalmente. Deixa fluir, deixa acontecer. Mas depende do momento que está sendo cantado esse ponto de OXALÁ, porque ninguém é tão puro que vá incorporar Jesus Cristo e nem tão maléfico que vá incorporar o demônio. Tudo depende do momento que está sendo cantado, se estiver sendo cantado numa vibração de cura, junto com povo do oriente, lógico que vai vir uma entidade da linha oriente não é porque é OXALÁ, porque a entidade aproveita a vibração e incorpora no médium.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala, por exemplo, que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se agente for pensar neste sentido, a gente pode pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, então quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: OXALÁ não incorpora, todos somos filhos de OXALÁ. Eu acredito que a energia do filho de OXALÁ funciona como os filhos de Orixá feminino, quem comanda é a segunda energia masculina. Acredito que funciona dessa maneira.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ, tá aqui meu ponto e meu nome” e quero trabalhar na linha de OXALÁ teria algum problema?
Resposta: Normal, vamos conhecer o espírito, conhecer o ponto riscado “Venha aqui meu pai, explique seu ponto. Gostaria de saber a essência do seu ponto, o que significa, qual seu nome? Qual seu ponto riscado?” Aqui não utilizamos ‘digina’, na Umbanda bantu não tem ‘digina’. O ponto riscado nada mais é que nome e sobrenome
do espírito, numa tábua está a essência do espírito, ali está a história inteira da entidade.

Logicamente eu vou pegar o ponto e vou mostrar para o Pai Fernando, porque o Pai Fernando é meu pai de santo, meu mestre, então primeiro vamos respeitar, nada está errado desde que seja aceito Não dá para impedir que uma incorporação boa aconteça, um espírito bom não trabalhe, sem antes conhecer quem ele é, se riscar um ponto dizendo que é um caboclo de OXALÁ e no ponto contar que é um caboclo de OGUM, vamos chamar mais vezes, conversar com ele e tirar mais informações.

Pergunta: No site da Tenda Mirim consta que eles acreditam que OXALÁ é o Orixá que rege as montanhas altas, o ar puro.
Resposta: Tem que pensar, eu acredito assim, OXALÁ é o centro de tudo, é o pai de tudo, o criador de tudo. Não acredito que ele deixe “cada um cuidando do seu quadrado” e se neutralize. Acredito que ele é Pai e continua sempre cuidando de tudo e de todos.

Pergunta: Alguma consideração que você queira que conste no trabalho?
Resposta: Assim de cabeça, não vim preparada, mas OXALÁ é o centro de tudo, é o início, é o meio, é o fim... é o caminho de cada pessoa junto com seu Orixá. Não tem como separar OXALÁ dos outros Orixás, porque ele está ligado a tudo, não tem como separar. O branco é a união de todas as cores, então OXALÁ é todos os Orixás, é a força
maior, é tudo.

Pergunta: Você também acredita que OXALÁ teve uma encarnação na terra como Jesus Cristo?
Resposta: Eu acho que OXALÁ é filho de Zambi, e pelo sincretismo que todos aprendemos Jesus Cristo é filho de Deus, Deus mandou seu filho para caminhar na terra. Acredito que Zambi tinha que sentir a caminhada do homem na terra, e acredito que ele mandou um pedaço da sua energia pra caminhar na terra. Não Acredito que Deus está dormindo, OXALÁ é a força universal. Se a gente não acreditar em OXALÁ, vai acreditar no que?

Entrevista Pai Bitty de OGUM – Gira de Sábado

Pergunta: Já foi experimentado na sua gira uma incorporação na linha de OXALÁ?
Resposta: Sim, claro. No sábado eu tenho um momento depois que o Caboclo do Mar faz a firmeza, faz todo aquele trabalho de OGUM, alguns trabalhos que ele precisa trabalhar com uma força mais de desobsessão, desapego, algumas coisas que são de uma energia, de uma demanda que é trabalho de OGUM, normalmente ele chama o
povo do oriente, por exemplo, ele gosta de chamar esse trabalho, trabalho de cura. Não é para cura física, cura física é somatização de uma questão emocional, de um estado emocional e espiritual. Então essa cura espiritual, essa cura emocional, psicológica e física, abre-se uma energia, um campo de trabalho para vários espíritos que tem essa habilidade, cada um tratar uma enfermidade, uma cura de um jeito. E se você notar no repertório de pontos cantados, a gente chama muito essa força curativa de OXALÁ, então os espíritos que trabalham nessa falange, nesse trabalho, não é só uma falange, é uma energia, uma egrégora de trabalho mesmo de cura, não importa se é caboclo, se é preto-velho, se é do oriente, mas muitos vem nessa energia curativa de OXALÁ. Voltando o que eu disse antes, que o Caboclo das 7 Encruzilhadas no Zélio de Morais disse que a Umbanda tem princípio na vida do Cristo, na cura, na passagem dele para curar o povo, para curar as almas, para trazer a luz de uma verdade espiritual, de uma verdade de Deus maior para aqueles que estavam nas trevas, na escuridão, ele trouxe essa luz no sentido de trazer a cura. Então esses espíritos, hoje com certeza são obreiros e trabalham na força de OXALÁ. Os pontos que são cantados, você pode ver, a maioria dos pontos que são cantados, são pontos de OXALÁ, pontos do oriente, pontos de cura da linha do oriente. Então para mim todos esses espíritos trabalham na força de OXALÁ. Então como é que eu posso dizer se tem alguns espíritos que a gente conhece, por tradição, por cultura, por costume a gente sabe que vem na linha direta de OXALÁ. Como eles dizem, é um termo antigo que era usado. Pode perceber também que dificilmente eles se  comunicam dando o nome. Eles vêm com uma missão específica, um trabalho, tem a personificação direta desse filho, vem na linha do oriente. Eu sei por que um oriental que trabalha comigo e às vezes se confunde junto com a incorporação do Caboclo do Mar, é o oriental Baltazar. Mas ele não fala, ele canta dizendo que foi o Baltazar quem chegou! E o Baltazar vem na linha de OXALÁ, ele vem na força de OXALÁ. Então quando a gente prepara um trabalho,
com autorização da casa, preparou esse trabalho, feito pela vontade do Caboclo do Mar, pela orientação do Caboclo do Mar, que fosse assim, que viesse OGUM antes, se houvesse a necessidade chamasse Yemanjá e sempre que  pudesse, chamasse esse trabalho de cura. Então ele chama as pessoas com essa necessidade, normalmente a
pessoa já vem somatizada para resolver uma dor física, mas claro que ela tem uma razão antiga, anterior que é uma dor anterior que se manifestou ali para aquele trabalho.

Pergunta: Conversando com alguns filhos de OXALÁ do terreiro, principalmente, especificamente essa filha que está no sábado, quando toca ponto de OXALÁ, a maioria diz que sente vibração. Ou eles não identificam a vibração, não sabem se tem realmente um espírito ali, se seria um caboclo, um monge, ou o que fosse, mas a sensação que a gente sempre tem é que não há uma liberdade de ter essa incorporação, talvez nunca tenham falado não incorporem... ouvimos que OXALÁ não incorpora, não existe entidade de OXALÁ, Caboclo de OXALÁ, OXALÁ não trabalha, OXALÁ não incorpora por ter uma vibração maior.
Resposta: Eu acredito que tem espírito que vem com missão direta na força de OXALÁ, como o Pai Maneco e o Mestre Cipriano, eles são de Yemanjá e já vi preto-velho dizer da linha de OXALÁ, como já vi Caboclo dizendo que é da linha de OXALÁ.

Pergunta: Quem são os Caboclos que você conhece que são da linha de OXALÁ?
Resposta: São poucos, porque como eu disse antes... As vezes os espíritos que vem nem dão o nome. Eles vêm e trabalham.

Comentário do entrevistador: Uma pesquisa que eu fiz em relação a caboclo, é que existe sim caboclo de OXALÁ, só que eles não gostam de dar consultas, eles vem para a parte vibratória, fazem os trabalhos deles e.....
Resposta: Concordo, é uma característica mesmo, como aquele trabalho que você conhece, de sábado de cura, é uma característica de eles virem, passarem as vibrações do físico do consulente ou daquele que está recebendo uma vibração, é muito de energização, de vibrações, de emanar vibrações....

Comentário do entrevistador: Então naquela hora que a gente vê a cura ali na gira de sábado, ali pode ver que tem caboclo sim e que o caboclo que está ali pode ser algum da linha de OXALÁ.
Resposta: Tem caboclo, tem preto-velho, tem oriental, tem criança, mas eles não se manifestam aqui como caboclo, como preto-velho, como criança, mas se fosse para caracterizá-lo, para dar um perfil, é mais o oriental, o povo do oriente, mas não, tem todos. Eu já senti, já vi e isso para mim é uma verdade. Vem como vem na forma de caboclo, na forma de preto-velho, na forma de criança, e vem com aquela missão ali, normalmente não são de falar, quando precisam dar alguma mensagem, você vê que eles não usam aquele momento, aquele espaço, aquele trabalho, para nenhum tipo de orientação, eles vem aqui como missionários, como aquelas enfermeiras em áreas de tragédia, de campo guerra, de campo de trabalho, vão lá fazem o trabalho e dão aquele atendimento que é mais cara de OXALÁ, ..., porque OGUM chega chegando, XANGÔ também chega dizendo, OXÓSSI movimenta mesmo, ... você sabe identificar,
com o tempo você acaba identificando perfeitamente qual a energia e a força com que vem cada entidade. Agora, a mando de quem.....você queria que eu citasse um caboclo, olha,..,por exemplo, eu fui criado e embalado, minha avó foi por 16 anos camboneou minha tia,..., uma baiana que é da Umbanda, o caboclo de cabeça dela é o Caboclo Urubatão e com ela ele dizia que era de OXALÁ, que ele vinha na força de OXALÁ. Em outros terreiros, em algumas outras comunicações, diziam que ele é de XANGÔ, mas eu vou prezar a minha história, eu ouvi da própria boca do caboclo da
minha tia, da vovó Maria Conga, que ela recebia, a vovó Maria Conga na minha tia dizia que era de Yemanjá, mas que ela e o Caboclo Urubatão trabalhavam na força de OXALÁ.

Pergunta: Puxando um pouco para a história, Pai Fernando sempre fala, por exemplo, que um Caboclo de OGUM, quando encarnado tinha seu Orixá cósmico sendo OGUM e que, por isso, hoje ele trabalha como caboclo na linha de OGUM, da mesma forma OXÓSSI e XANGÔ. Então se agente for pensar neste sentido, a gente pode pensar que, digamos, não exista Caboclo de OXALÁ, então quer dizer que não pode ter tido nenhum índio que teve uma encarnação onde era filho de OXALÁ?
Resposta: Porque não? Devolvo a pergunta para você, porque não? Se ela é filha de OXALÁ, se nós jogamos obi aqui dentro para várias pessoas, e eu já tive no sábado alguns, não muitos, e não são muitos né? Normalmente não são muitos filhos de OXALÁ, porque não o caboclo ter nascido, tendo a força e continuar na missão de OXALÁ, o preto-velho e criança, e vou chutar mais longe, porque não o exu também? Não existe uma regra, uma verdade divina, a verdade divina é aquela que se manifesta. A gente tem uma filosofia, tem um fundamento da casa, tem as orientações dadas
pelos chefes espirituais desta casa, Caboclo Akuan, Pai Maneco, mas não existe nada fechado no universo espiritual, tudo é possível, não é? Agora você vai invalidar um espírito, você vai invalidar o trabalho dele? É uma intenção de maldade, crueldade, pode mascarar? Pode simular? Pode, mas lá na frente se desvela, não tem como, o velho ditado, ninguém engana ninguém por muito tempo, da mesma forma no trato espiritual. Mas se está aqui dentro, dentro de uma casa que tem firmeza, normalmente vai entrar, se não for missão saber essas coisas, ..., normalmente,...não,
só podem entrar espíritos verdadeiros, que se manifestam verdadeiramente. Agora, a gente sabe, né, essa casa é uma casa de OGUM, então ela tem as características de um terreiro de um trabalho de OGUM. O chefe da casa é o Caboclo Akuan, então ele é um guerreiro de OGUM, muita energia do índio, do Caboclo, vai se materializar, vai se
personificar aqui, então você vai conhecer naturalmente mais a energia do orixá mandante, porque o trabalho todo que ele trás é dentro da sua falange, do seu exército, como o Caboclo Akuan já falou disso também, ele tem um exército de
obreiros, e a firmeza só se junta para fazer um trabalho com aqueles que têm por afinidade, é claro que a gente vai pegar a habilidade de vários outros, você vai pegar as habilidades dos outros Orixás, de XANGÔ, de OXÓSSI. Cada pai de santo é assim, por exemplo, a mãe de santo Jô é de OXUM, o trabalho dela tem a cara de OXUM, quem é XANGÔ tem a cara de XANGÔ, quem é de OXÓSSI de OXÓSSI, então não dá para dizer muito assim, é assim! Eu não quero simplificar, porque nada dá para simplificar, mas para funcionar mais prático eu vejo OXALÁ em tudo e em todos. Alguns com uma missão maior. Por exemplo, ela da para ver até pelo jeitinho dela, na dela, comunica na hora, com propriedade, tem uma maturidade que talvez vá alem da idade dela que é uma característica de um filho de OXALÁ, ser mais amadurecido, ter uma visão mais ampla das coisas. OGUM, como eu, tem uma visão mais pragmática, mais imediatista, imediatista acho que nem tanto, mas é diferente, então é isso que é, os espíritos trabalham, talvez ela tenha facilidade nesse tipo de trabalho mais voltado para cura, silencioso, energético, terapêutico, do que de repente uma médium que vai sentar no toco e vai verbalizar muito, porque o espírito já se fala é a terceira força ele usa o que
você tem. Então, tem uns espíritos que falam bastante, muito até, uns que falam até demais. Mas sempre que tem a necessidade de falar o que tem que falar.

Pergunta: Se na sua gira incorporasse um Caboclo, chegasse até você e dissesse “Sou um Caboclo de OXALÁ” teria algum problema?
Resposta: Não, não seria um problema, seria mais uma novidade, né?! Mais um conhecimento. Como eu disse para você.

Pergunta: Você conhece algum ponto riscado de um caboclo de OXALÁ?
Resposta: Eu vou dizer conheço, porque eu lembro do ponto do Caboclo Urubatão, mas esse Caboclo Urubatão que se manifestava na minha tia, ele sempre afirmava que ele era do alto da montanha, que sugere ser XANGÔ, mas era do alto da montanha sempre na força de OXALÁ. E ele dizia OXALÁ Jesus Cristo. Ele citava a passagem do Cristo como OXALÁ nesse processo sincrético, não quero dizer que OXALÁ tem que ser somente Jesus Cristo, mas talvez o “espírito cristico” do Jesus Cristo, do Jesus de Nazaré. O espírito crístico, assim dizem né, o cristalino, o cristal, aquele que reflete a luz para todo mundo ou o crístico mesmo o ser que vai além do sangue....

Comentário do entrevistador: Eu estava lendo um texto da Tenda Mirim do Caboclo das 7 Encruzilhadas, e nesse texto ele coloca OXALÁ não como aquele que rege tudo, mas aquele que rege o alto das montanhas e o ar puro e os cristais.
Resposta: Olha que interessante isso que você está dizendo agora. Eu não sabia disso. Você quem esta me trazendo a informação. Se ele rege o alto das montanhas e eu na minha infância lembro do Caboclo Urubatão, dizendo que o lugar de poder dele era do alto da montanha era porque ele era um Caboclo de OXALÁ. Porque minha tia também
recebia o Caboclo Urubatão, além do caboclo Urubatão ela recebia Seo Rompe Mato e o Seo Rompe Mato dela era de OXÓSSI. Então eram os dois que trabalhavam....a minha mãe.... ela trabalha com Seo 7 Encruzilhadas na força da cura, e várias vezes ele disse que ele era um mensageiro, um obreiro de OXALÁ, exu! Mas eu vivi isso, agora como se organiza hierarquicamente, posso ser sincero com vocês? Como se organiza hierarquicamente não me importa. O que me importa de verdade é o trabalho que eles vão realizar. É abrir a gira, com intenção de curar, com intenção de fazer o bem, com a intenção de melhorar a vida das pessoas, a relação, a fraternidade, isso que importa. Para mim isso é trabalho do bem. Só existe uma coisa, o bem e o mal. Isso para mim é verdadeiro. Agora quem vem fazer o bem se foi mandado por fulano, beltrano, cicrano, seja bem vindo se for aquele de boa vontade. Já dizia, ... que seja feita a boa vontade. Isso foi ensinamento do Cristo. O que eu insisto em dizer é que,....., revendo né,... eu nunca me preocupei, eu Bitty, nunca me preocupei sobre quem deu o start na Umbanda, de onde é que veio a Umbanda. Mas a partir do
momento que no terreiro do Pai Maneco, a gente começou, a Lucília, o Eder, começou a buscar essa fonte, essa origem, essa filosofia toda, alguém pensou nisso, alguém deu start para tudo isso de bom que a gente vive agora. E daí comecei a ver. E foi um estudo no jovem Zélio de Morais que falou como deveria ser a Umbanda, e ele mais
uma vez como qualquer outra religião, que o povo brasileiro abraça, ela tem o Cristo, ela tem a figura de OXALÁ. Vamos colocar assim para não ficar chamando só ele de Jesus Cristo. Mas tem a figura crística de OXALÁ. Então para mim isso já é muita coisa. O restante a gente vem com todos os Caboclos de OGUM, de XANGÔ, de OXÓSSI, para cada energia quando a gente precisa de uma força, se está precisando da força de XANGÔ, procura buscar e chamar por ele, clamar por ele, fazer as evocações, é assim com todos.

Comentário do entrevistador: Lendo o texto do primeiro congresso de Umbanda que teve no Rio de Janeiro em 1947, se não me engano, eles falam alguma coisa sobre o surgimento da Umbanda, eles falam que ela é milenar, até citam que ela vem dos egípcios, da área oriental, mas assim, puxando dos egípcios, a gente entrevistou Seo Pena Branca, ele não disse que é a Umbanda, mas ele disse que a espiritualidade nasceu no oriente.
Resposta: Posso dizer uma coisa para você? Para mim a Umbanda nasceu no Brasil, com Zélio de Morais com o caboclo das 7 encruzilhadas, a Umbanda essa Umbanda. Agora, os espíritos eles são primordiais hoje. O exu, a força do exu, a força do caboclo, é primordial, é imemorial, você não tem como registrar de verdade a consciência ou a
chegada da espiritualidade na terra. Para melhor resumir sempre existiu, desde que existiu forma, pensamento, energia, vida, morte, transformação, mutação, evolução, para mim existiu então essa Umbanda que ele quer dizer, que é, antes do Cristo, antes de tudo. Ah! Mas não era Umbanda. Ah! Tá. Pode dar aumbandãn. Não importa, é Umbanda, é “aquela ali ó”. Ela surgiu no Brasil com a cara do Brasil, com a formação do povo brasileiro, por vontade espiritual que vai alem disso. Ela é feita de espíritos antigos do oriente, do ocidente, da idade média, da idade da pedra, sei lá. Isso para mim não interessa. Ela tem a cara que ela é hoje porque ela nasceu aqui no Brasil. Porque toda religião, então vamos resumir assim, toda religião é sincrética da outra. A gente já viu isso e sabe disso. Uma religião é sincrética da outra. O povo não sabia da força da natureza como esse trovão ai agora e começou a dar uma forma para isso, é um Deus, um mito. É muito mais, mas essa Umbanda nasceu ali, no Rio de Janeiro com seu Zélio de Morais, não tem Umbanda mais antiga, e nem mais nova. Essa é minha visão.

ENTREVISTAS REALIZADAS FORA DO TERREIRO PAI MANECO

Rodolpho DharmaLuz – Representante da AumBhanDhan em Curitiba

Pergunta: Como você vê OXALÁ, como é sua concepção com relação a entidades de OXALÁ, como é na sua visão OXALÁ dentro de um centro de Umbanda?
Resposta: OXALÁ é o Orixá da luz branca, Orixá da luz cristalina, que é a luz para onde todos nós devemos evoluir. Devemos buscar uma luz cada vez mais etéria, mais sutil, mais limpa, mais branca, dentro do nosso relacionamento para conosco e dentro do nosso relacionamento com esse macrocosmo, universo que nos cerca. A Umbanda de Orixá, ou a Umbanda que vai trabalhar com o Orixá OXALÁ, então no nosso entendimento a Umbanda é uma interpretação individual de conceitos universais, conceitos cósmicos de uma forma universalista, eclética e holística. Então, dentro desse princípio eclético, universalista a Umbanda de Orixá, que tem seus Orixás principais e secundários, o Orixá OXALÁ é uma entidade que nos centros os médiuns videntes vêem muitos pretos velhos, que trabalham como auxiliares da linha de irradiação de OXALÁ, portanto vão riscar ponto, dar consulta. Índios também tem a condição de trabalhar na cabala umbandista, tem até um ponto que diz “Seo Sete Estrelas na linha de Umbanda, pena dourada na lei de OXALÁ”, então são irradiações, são vibrações, que as entidades através de mudanças de suas roupagens fluídicas trabalham em linhas específicas. O Orixá OXALÁ, é um Orixá como qualquer outro, com todos o direitos e deveres dos outros Orixás, por exemplo, no Brasil OXALÁ é associado a Jesus Crito e em vários países da América Central OXALÁ é associado com Nossa Senhora de Santana. Assim como o Orixá OGUM no Sul e Sudeste é associado a São Jorge, mas se você for trabalhar no norte e nordeste em vários pontos ele é São Sebastião, então é só uma associação, um casamento lendas, um casamento mítico de duas correntes de pensamentos diferentes, porem numa verdade cósmica ela tende a ser uma, essas correntes de pensamentos serão elos de sincronicidade e esses elos fazem que hajam casamentos entre as forças. Por exemplo, a religião Druida, dos Seltas, eles tinham a senhora do Lago, que era uma Deus “pagã” entre aspas porque era pagã para o Cristão, mas para eles não era pagã, é um ponto d referencial, a verdade é uma questão de ponto de referência, então essa Deus do Lago foi sincretizada à Nossa Senhora Santíssima, então aquele povo no início, as frutas e oferendas que faziam à Deus do Lago passam a fazer à Nossa Senhora Santíssima. Muda alguma coisa? Não. Muda uma condição de consciência e entendimento de uma mesma questão. Então se OXALÁ no Brasil é Jesus Cristo e lá na América Central é Nossa Senhora de Santana, chegamos a conclusão de que esse Orixá Mística, remanescente do culto africano, nos remete a uma adequação, uma moldagem prática de todo um conceito filo religioso e dogmático do étero universal, da suprema Lei da Aruanda, da suprema lei de Umbanda, suprema lei da confraria dos espíritos ancestrais que molda-se de acordo com nível de entendimento e necessidade daonde vai trabalhar. Então tem templos que dizem que por ser OXALÁ sincretizado a Jesus Cristo ninguém pode incorporar, porque é um ser de suprema luz. Há outros que dizem que existem entidades que trabalham sob a vibração de OXALÁ, por exemplo, o Woodrow Wilson da Mata e Silva um dos grandes  umbandistas do século passado, dizia que tinham Caboclos, Pretos Velhos, Crianças e até Exus que trabalham sobre a édige vibratória de OXALÁ e que trabalhavam normalmente nos centros. Quem está certo? Os dois, cada um dentro da sua verdade individual, que ao longo do desenvolvimento humano, daquela centelha divina encarnada em nosso planeta, e das desencarnadas que estão circundando esse processo evolutivo, seja ele ascendente ou descendente,
para o bem ou para as sombras, ele vai trabalhar essa energia. Não existe uma verdade única, existem verdade individuais que moldam-se de acordo com cada indivíduo, de cada etnia. Portanto tanto faz se num templo há um entendimento que OXALÁ é um Orixá uno, e dele não tem como irradiar raios energéticos, centelhas divinas que
venham a habitar de forma mediúnica outras centelhas divinas encarnadas, não há problema nisso mesmo contrariando algumas escolas. Não há escola certa ou errada, existem as verdades inerentes àquele momento cósmico do indivíduo que atende a sua necessidade. Portanto no meu entendimento, aí um entendimento pessoal meu, pois nosso norte não é Umbanda de Orixás, e sim Umbanda teosófica, Umbanda esotérica, Umbanda kardecista, então a Umbanda quando é esotérica tem várias correntes de druidas, astecas, egípcios, hinduístas, mulçumanos, várias correntes do cosmo trabalhando numa única édige. Então, é essa nossa visão e nós não nos
importamos muito em classificar e catalogar entidade, porque a entidade é uma energia, um ser etério, ela tem sua individualidade, sua característica, mas essa característica é muito volátil, muito plástica e ela pode moldar-se de acordo com o entendimento daonde essa entidade vai atuar. A entidade que atua num centro de Umbanda, por exemplo, Pai Joaquim de Angola, dentro da linha de Pretos Velhos, por ir ao plano etério e retornar ao culto católico carismático atuando como o Divino Espírito Santo. Mudou a essência? Não. Mudou a entidade? Não. Mudou roupagem
fluídica da energia que há de manifestar-se para que se possa fazer-se entender. No rito kardecista, aquele Preto Velho Pai Joaquim, pode estar trabalhando como Bezerra de Menezes, um médico, mudou alguma coisa? Não. Só mudou a roupagem fluídica. Portanto quando um vidente vê um índio maravilhoso, com uma luz branca imensa atrás dele, ele não sabe se ali é um índio mesmo, ele não sabe sequer se aquela entidade teve alguma encarnação de índio, pode estar moldando a plasticidade etéria dele para aquela coletividade, isso também não atesta sequer que aquela entidade tenha luz, que mesmo a luz é um efeito de uma freqüência física, que a entidade pode criar se ela tiver ectoplasma étero universal e conhecimento para moldar. Assim o sendo, a melhor maneira de você conhecer o guia que trabalha com você em sua coletividade, é aquele velho provérbio bíblico, conhece a árvore pelo fruto, não há má
árvore que dê bom fruto e nem boa árvore que dê mau fruto, toda árvore dará o fruto conforme sua essência, conforme sua mácula vibratória conscencional e o seu nível de evolução, sua densidade carmânica. Portanto, o entendimento e essa prisão que ainda muitos centros vivem dos Orixás, como sendo Orixás Cósmicos ou sendo centro de vibração de chacras planetários, integrações, interações, é ainda um princípio muito primitivo, muito mítico. Como por exemplo, quando pegamos o mito de XANGÔ que é o Deus, para os umbandistas, do Trovão. Deus do trovão, o trovão não tem Deus. O trovão é um efeito físico, puramente físico, já provado por nossa ciência. Porém civilizações antigas, que não tinham acesso a pesquisa científica, usavam de modo a explicar aquela emanação, aquele fenômeno da natureza, passamos a tratar como um fenômeno mítico, por que aquela coletividade vai abraçar uma lenda para explicar de
uma forma divina aquele fenômeno, já que sua consciência, seu conhecimento, sua sabedoria e sua evolução tecnológica não conseguem explicar, então chamam aquilo ali como deus trovão, mas trovão não tem deus, é um fenômeno, físico, puramente físico, então esses princípios primitivos, arraigam a nossa religião a uma mácula social
muito forte, porque é hora de irmos à frente, é hora de evoluirmos, é hora de vermos a nossa fé, mais reflexionada, mais racionalizada, mais próxima de uma verdade, e não apenas próxima de um pragmatismo, de um misticismo, de uma explicação mítica já superada a milênios. Então eu creio e conclamo para uma reflexão sobre o assunto, o Orixá OXÓSSI sincretizado por São Sebastião, quem foi São Sebastião? Quem é OXÓSSI? E o que representa dentro de toda a estrutura cósmica e a estrutura gerencial do nosso planeta essas entidades? Então, o entendimento é que a  espiritualidade ela é una, quanto mais desperto a entidade, o guia, o mentor, para elementos que retirem do caminho mediúnico de seu iniciado, de seu pupilo, de seu protegido, vícios, vicissitudes, desvios éticos e morais, mais elevado é seu protetor. Então, o protetor que incentiva o médium ao vicio do fumo, da bebida, a uma sensualidade desenfreada
como vemos em algumas ciganas ou pomba giras por vezes professam, não são guias de grande clarão, de iluminação ao nosso ver, dentro da nossa verdade, como eu disse a verdade é pessoal e transitória. Na nossa verdade a entidade não deve utilizar de fumo, de bebida alcoólica, a entidade já não tem vínculos com energias densas como a
sexualidade, como a manipulação de poder, de ego, como cobranças de dinheiro para explicar coisas infundadas, então são detalhes que se o espiritualista umbandista não acordar para algumas verdades contemporâneas a nossa religião vai continuar nas sombras e na marginalidade social como já há a mais de um século. O umbandista é
maculado, é sectarizado por toda uma sociedade por mérito dele, uma religião ondeainda hoje 90% ou mais dos adeptos matam animais, oferecem os animais a uma entidade teoricamente evoluída e depois bebem o sangue do animal como símbolo de força, é uma religião, ao meu modo de ver, primitiva, involuida e muito arraigada a uma série de coisas que já não consistem mais para um modo de vida do século XXI, em 2011, com toda uma informação tecnológica, com toda uma estruturação de consciência holística, cósmica, universal, fraternidade branca, teosofia, com todo esse universo de informação é um absurdo ainda essas máculas ainda existires na religião.

Então, eu vejo o Orixá OXALÁ, eu trabalho muito pouco com Umbanda de Orixás, é um culto a cada 90 dias, eu trabalho mais com Umbanda esotérica, na nossa visão a Umbanda é totalmente plástica, ela vai se moldar dentro dos princípio
evolutivos, cósmicos. O espírito pode fazer atos mágicos e fenômenos, mas ele vai estar desperto a uma realidade de corpo sadio do médium, mente sã em corpo são, espiritualidade sã, então são esses conceitos que nós pregamos, que nós citamos. E o Orixá OXALÁ, pode ter caboclo, preto velho, criança e exu que vão trabalhar dentro dessa vibração de OXALÁ, interagido e auxiliando a coletividade espiritualista de Umbanda.

Pergunta: E como, aqui na Ahumbhandan vocês vêem as características dos filhos de OXALÁ? Tem filhos de Orixá?
Resposta: Veja bem, quando nós vamos praticar a Umbanda de Orixá, que é uma Umbanda que traz o legado africano, nós vamos ter todo o princípio mítico e o princípio de arquétipo ligado ao Orixá. Porque você está dentro daquela cabala, daquela lei de tradição filo, social, religiosa e mítica de um povo, que no progresso evolutivo reencarna e desencarna até que esse indivíduo e essa coletividade estejam num nível de maturidade maior, porém, os nossos caboclos, os nossos pretos velhos, os nossos Orixás que trabalham conosco, eles não utilizam de nenhuma forma nenhum tipo de material que possa incitar vícios, sensualidade, que possa despertar o indivíduo para as três máculas mediúnicas que são: Sexo, poder e dinheiro. Esse triângulo negativa cerca boa parte dos centros. Então quando um médium recebe um enviado do Orixá, por exemplo uma pombo gira, e esse médium começa a exacerberar sua
sensualidade, não é a entidade é o médium animista, mistificante, dando vazão a anseios que ele refreia em si e que naquele momento ele acha uma válvula de escape, já vi em alguns centros as pomba giras no lugar de dar o ‘salvar’ elas dão selinho, outras usam roupas que valorizam os seios, levantam as saias, ou seja, são coisas que não condizem com um ambiente religioso, não condizem com um ambiente evolutivo. Bem como o uso de capas, cartolas, muita coisa, muito adereço, esse misticismo, esse pragmatismo religioso é uma grande pedra social no pé da Umbanda, quando o umbandista ele realmente desmaterializar a sua fé em prol de compromisso ético, compromisso moral, compromisso dogmático positivo e ascendente entendendo que a força do guia está na verdade dentro de toda uma egrégora que ele cria em torno de si capaz de imantar uma energia de luz, uma energia em que o perispírito possa imantar uma energia de luz, que a capa, que o colar que nada disso imanta nada, que tudo isso é um estereótipo, um arquétipo arraigado e que ainda inferioriza essa entidade, quando entender que o médium é a egrégora vibrante e que através dessa egrégora vibrante a entidade suprema de positividade e luz, seja um caboclo, preto velho, criança ou exu, venha até ele, trabalha para com ele naquela luz, ele desmistifica, ele para com todo e qualquer compromisso de exarceberação material e passa a trabalhar de forma livre na espiritualidade. Então o culto de Orixá nosso, nós puxamos os pontos de Umbanda normal, e vai ter a lei de pemba, dentro da grafia de orixá, respeitando a cabala que está trabalhando, entretanto todas as cabalas trabalham em prol de uma espiritualidade limpa. E o que é uma espiritualidade limpa? É aquela que não macula em negativo em nada o corpo, a mente e alma encarnada e que eleva a todos numa corrente evolutiva a uma desmaterialização dos sentidos humanos e dos sentidos extra sensoriais do médium.

Pergunta: Voltando um pouco nos ‘filhos de Orixá”, vocês tem aqui ‘pai de cabeça’? Se sim, como funciona o ‘pai de cabeça’ num filho de OXALÁ?
Resposta: Os nossos ‘pais de cabeça’ que chamamos de mestres ascensos, é o espírito encarregado, é o tutor carmânico do médium, é aquele espírito que tem a responsabilidade de fazer com que aquele espírito encarnado venha a cumprir sua jornada missionária dentro do que para ele foi estipulado, então o mestre Ascenso ou ‘pai de cabeça’, pode ser de OXALÁ, OXÓSSI, XANGÔ, OGUM, pode ser um Preto Velho e ao nosso entendimento quando o médium está desperto a essa entidade, está numa condição mental, física, emocional, evolutiva e todos os chacras que são os pontos vibrantes principais, toda a energia perispírita, todo o campo estrutural dele preparado, ele recebe essa entidade que faz-se pleno através dele e esse mestre Ascenso dá os nortes de sua mediunidade porque ele é o tutor desse médium. Então esse ‘pai de cabeça’ pode ser de todas as linhas, bem como pode ser um frei, um
padre, um jesuíta, um sacerdote egípcio, pode ser um hindu. O que quero que conste e vocês entendam, dentro do nosso conceito a espiritualidade é una, então se você trabalha muito com a linha hindu e seu mentor é Ramatiz, quem é teu mestre Ascenso? OXÓSSI, XANGÔ? Não. Será aquela entidade que vem com a mácula de Ramatiz. Mas essa mesma entidade quando vai trabalhar na Umbanda muda sua roupagem fluídica e pode muito bem trabalhar como preto velho. Ou seja, você não deu a oportunidade daquela entidade se expressar como ela verdadeiramente é, ela
está se expressando de acordo com o teu entendimento, com a tua necessidade, tua verdade. Se você a ver numa verdade holística, eclética, universalista e cósmica, você aceita todas as luzes cósmicas superiores no teu seio e na tua egrégora, portanto a luz pode se aproximar de você com apenas uma luz, uma energia, ou pode aproximar-se
de você dentro da forma que melhor lhe convier ou dentro daquele momento evolutivo que ela está no cosmos.

Pergunta: E tem alguma consideração, alguma coisa que você ache importante constar no trabalho?
Resposta: Olha, eu diria o seguinte, cada centro de Umbanda é único em essência, é único em filosofia e doutrina, porém os dogmas que são leis cósmicas evolutivas, que a espiritualidade evoluída ascensa que a espiritualidade maior prega, eles devem ser sempre cumpridas e norteadas. Então o médium tem que entender que, para ele receber uma entidade de luz, ele deve estar, no mínimo, no cumprimento do primeiro mantra que é o “OM”, que é o caminho divino, então ele deve estar no caminho de divinização, de auto conhecimento, de auto transformação, aonde ele é o artesão do seu destino, aonde ele é o tutor do amanhã. O hoje já está edificado por nós mesmos, através da nossa conduta e relacionamentos interpessoais do ontem, agora, o instante seguinte, depende de nós e que esses relacionamentos causem um impacto positivo na evolução do próximo, desta forma trazendo uma evolução positiva a nós mesmos. Esse é o conceito que eu creio que deva ser difundido nos templos espiritualistas, o conceito de que o médium fora um ser orgânico vivo, ele é toda uma egrégora, ele é uma energia circulante, vibrante e viva que pulsa numa freqüência, e de acordo com essa freqüência ele vai imantar freqüências afins do cosmos. Então o médium deve ser sempre um porto de luz, um porto de paciência, um porto de resignação, um porto de indulgência, um porto de compreensão, de fraternidade, de caridade para com tudo e todos, para que dessa forma ele possa abraçar em si, no seu seio mediúnico, em seus contatos interdimensionais para com o cosmos, entidades de mesmo perfil. Aí tanto
faz se ele segue OXALÁ, OXÓSSI, XANGÔ ou OGUM, se é a Umbanda X, Y ou Z, ele está dentro de uma lei evolutiva e não está com a sua verdade imperando, mas dentro de uma verdade universal que faz-se presente nele através do pai de cabeça, do mestre Ascenso, anjo da guarda, cada um dá o nome que entende, nome é rotulo. Postura,
seriedade, lisura e ética é geração de energia profícua que atrai guias profícuos.

Pai Ricardo Barreira, Babalorixá da Aldeia Tupiniquim

Pergunta: Com qual das forças da natureza OXALÁ atua? Se a a resposta forem todas: Pq todas?
Resposta: Faz-se necessário primeiramente explicar que dentro da filosofia da Aldeia Tupiniquim, consideramos o homem parte integrante da natureza, e trabalhamos com o objetivo dele, o homem, voltar a se sentir “tão parte da natureza como uma pedra ou um rio”. Explicado isso, acreditamos que o Orixá OXALÁ tem sua atuação religiosa
na humanidade, assim como Oxóssi nas Matas, OXUM nas Cachoeiras, etc... Reverenciamos e oferendamos Ele em Bosques abertos, por uma questão de tranquilidade e paz, e também para diferenciar de todos os outros, porém, acreditamos que pode ser reverenciado em qualquer ponto da natureza, já que a atuação é no homem que o reverência e ou oferenda. Na teologia seguida pela Aldeia Tupiniquim temos OXALÁ como o Orixá da fé, aquele responsável por irradiar a fé em todos os sentidos para a humanidade. Não acreditamos em hierarquia entre os Orixás, porém, sem fé não existe religião, e com este entendimento OXALÁ se destaca naturalmente.

Pergunta: Porque se diz que não existem espíritos de OXALÁ se existem em todos os demais?
Resposta: Não conhecemos este dito, acreditamos que existe tanto quanto dos outros Orixás.

Pergunta: Porque não se incorpora os espíritos mesmo eles estando trabalhando quando se toca para OXALÁ?
Resposta: Na Aldeia Tupiniquim os filhos que possuem Mentores da Linha de OXALÁ trabalham com Eles tão normalmente como com os demais Orixás.

Pergunta: Porque tem poucos filhos de OXALÁ em comparação aos demais?
Resposta: Desconheço tal afirmativa.

Pergunta: Pode OXALÁ 'ceder a coroa' do seu filho para outro Orixá? Pq aconteceria?
Resposta: Não costumamos ver isto acontecer, mas penso que se existisse uma razão divina para isso, ou quem sabe uma questão vital para um filho, poderia sim acontecer. Tanto com OXALÁ como com qualquer outro Orixá, sem diferenciação.

Pergunta: Qual a relação de OXALÁ com a linha dos mendigos e Linha do Oriente?
Resposta: Desconheço algo específico com a Linha do Oriente, porém, com a Linha dos Mendigos, encontramos uma forte ligação pela própria mensagem que Estes, os Mendigos, nos passam. Afinal, o que lhe sustentavam mais em vida além da fé?

Pergunta: Na sua opinião, quais espíritos se manifestam no terreiro quando é cantado para OXALÁ?
Resposta: Acreditamos que existam Mentores de todos os Orixás, por ex: Caboclos/Pretos Velhos de Oxóssi, de XANGÔ, de OXALÁ, e assim por diante. E a manifestação destes mentores se dá em todas as Giras, desde que tenham médiuns destes mentores.

Pergunta: Os Caboclos de OXALÁ, são conhecidos por não trabalharem dando consultas, geralmente dando passes de energização e, dizem, não se manifestam em qualquer terreiro. Na sua opinião a não manifestação deles se dá pela negativa do dirigente do terreiro em 'acreditar' q existam Caboclos dessa linha, ou há algum motivo espiritual para isso?
Resposta: Desconheço tal afirmação.

Pergunta: Se, no terreiro que você participa, existem Caboclos e/ou Entidades na linha de OXALÁ que trabalham, por favor, nos conte mais sobre eles, tais como nomes, forma de trabalho.
Resposta: Existem sim, tantos Caboclos, como Pretos Velhos e até Exus. Poderia citar Sr. Pena Branca, Vó Luzia e Sr. Malé, respectivamente. Cada um ao seu modo trabalha ligado a fé. Importante ressaltar aqui que não se trata apenas da fé religiosa, mas tudo que envolve crença, por exemplo, a autoconfiança, a esperança, etc...

“Agradeço pela oportunidade e ressalto que o que mais enriquece a Umbanda é justamente a diversidade, por isso acredito que tal estudo trará importantes informações para que cada indivíduo forme a sustentabilidade racional de sua fé. Parabéns pela iniciativa e que a Luz de OXALÁ os ilumine sempre."

Entrevista com Mestre Marne, realizada através de e-mail enviado à RBU.

"Não sei como foi cair no meu e-mail esta tua pesquisa, mas mesmo assim, te respondo as perguntas, para saberes quem sou eu, você pode abrir o meu site Estou com 71 anos de idade, tenho 157 terreiros espalhados pelo Brasil, tenho mais de 3.000 médiuns, e hoje tenho meu terreiro sede na cidade de Balneário Camboriú/SC, sito a rua Dom Daniel, 200 Esquina com Rua Aoiuna, Vila Real. Estamos em férias até dia 15.03.2011. Nossa corrente hoje esta com
115 médiuns, e é sem favor algum um dos maiores terreiros do Brasil e também um dos mais bonitos. Digo isso, só para que você não se surpreenda com minhas respostas:"

Pergunta: Com qual das forças da natureza OXALÁ atua? Se a a resposta forem todas. pq todas?
Resposta: OXALÁ é regente da Paz, do Sorriso e Tranquilidade, na Natureza ele simplesmente atua no Sol e na Lua, não rege!

Pergunta: Porque se diz que não existem espíritos de OXALÁ se existem em todos os demais?
Resposta: Não consigo entender como dizem que não existem espíritos na vibração de OXALÁ, pois em todos os meus terreiros, existem médiuns (são raros é claro) que recebem entidades que vem na irradiação da Linha de OXALÁ. Trabalham somente em Trabalhos Especiais, como em sessões de Oriente, em virtude de sua força se voltar
para a saúde. São incorporações dolentes, lentas, suaves, pois "pegam" somente na cabeça e nos braços dos médiuns;

Pergunta: Porque tem poucos filhos de OXALÁ em comparação aos demais?
Resposta: Tem muitos filhos de OXALÁ, pois pela numerologia dos Orixás (encontrarás no meu site), porém em virtude da incorporação ser considerada muito dolente, a maioria se desenvolve com o seus padrinhos, (terceiro plano) que na maioria gritante é XANGÔ, tem também OGUM, e por ultimo, OXÓSSI, estes sim é que se "acomodam" com o médium filho de OXALÁ.

Pergunta: Pode OXALÁ 'ceder a coroa' do seu filho para outro Orixá? Pq aconteceria?
Resposta: Respondido no item anterior, ou seja, pode sim, para XANGÔ, OGUM e OXÓSSI.

Pergunta: Médiuns videntes, vêem o que quando é chamado OXALÁ/Entidades de OXALÁ no terreiro?
Resposta: São vibrações brancas, como se estivessem vestidos de médicos, ou coisa parecida, enfermeiros, etc..

Pergunta: Qual a relação de OXALÁ com a linha dos mendigos e Linha do Oriente?
Resposta: Não conheço e temos a certeza de que não existe a tal linha de mendigos, porém na linha de Oriente sim, ja respondido no item anterior.

Pergunta: Na sua opinião, quais espíritos se manifestam no terreiro quando é cantado para OXALÁ?
Resposta: Os espíritos que se manifestam são da Linha de OXALÁ mesmo, porém podem vir na Linha de Oriente.

Pergunta: Os Caboclos de OXALÁ, são conhecidos por não trabalharem dando consultas, geralmente dando passes de energização e, dizem, não se manifestam em qualquer terreiro. Na sua opinião a não manifestação deles se dá
pela negativa do dirigente do terreiro em 'acreditar' q existam Caboclos dessa linha, ou há algum motivo espiritual para isso?
Resposta: Não existem motivos espirituais para que isso aconteça e sim falta de
orientação e conhecimento dos dirigentes.

Pergunta: Se, no terreiro que você participa, existem Caboclos e/ou Entidades na linha de OXALÁ que trabalham, por favor, nos conte mais sobre eles, tais como nomes, forma de trabalho.
Resposta: Os nomes são variados, e mesmo que não damos importância para nomes, pois simplesmente para diferenciar o médium tal do médium tal. As vibrações de OXALÁ são: OXALÁ Guiãm; OXALÁ Lufã, Urumilaia (os que mais baixam nos terreiros de Umbanda)
Sem mais, e colocamo-nos a disposição para outros esclarecimentos se necessários.

Entrevista com Manoel Lopes - Dirigente do Núcleo Mata Verde

No Núcleo Mata Verde seguimos uma doutrina chamada Umbanda OS Sete Reinos Sagrados, que tem como base a formação do planeta Terra. A evolução planetária nos 5 bilhões de anos é dividida em e 7 fases evolutivas que chamamos de reinos, e em cada reino existe um Orixá regente. No início o planeta era uma "bola" de fogo, magma, de alta temperatura, esta primeira fase é chamada de reino do Fogo => Orixá responsável pela fase evolutiva OGUM.
Na sequência: O planeta esfria forma a crosta Terrestre, as rocha e pedras => reino da Terra -> Orixá XANGÔ.
Depois aparece a atmosfera no planeta =>chamamos reino do Ar =>regente Iansã
Depois aparece no planeta a água e os primeiros seres vivos => reino da água ->orixá IEMANJÁ
Depois as primeiras florestas aparecem =>reino das matas => Orixá OXÓSSI.
Depois aparece na superfície do planeta o ser Humano =>chamamos de reino da
humanidade => Orixá regente da humanidade OXALÁ
E por último (sétimo reino) o reino dos espíritos => chamamos de reino das almas => Orixá Regente Omulu.
Temos portanto sete reinos, sete orixás, sete vibrações, sete características.
OXALÁ portanto é o Orixá responsável pela Humanidade.
No Núcleo Mata Verde também separamos bem Jesus, Deus e OXALÁ
Deus => Criador de tudo. OXALÁ => Orixá responsável pelo reino da Humanidade. Jesus =>Um espírito de muita luz, que passou pela Terra e deixou sua mensagem. Feito estes comentários vamos as respostas:

Pergunta: Com qual das forças da natureza OXALÁ atua? Se a resposta forem todas. Porque todas?
Resposta: OXALÁ é responsável pelos seres humanos.

Pergunta: O que ele tem de diferenciado dos demais para atuar em todas e não em uma apenas?
Resposta: Ele atua em todos os seres humanos.

Pergunta: Porque se diz que não existem espíritos de OXALÁ se existem em todos os demais?
Resposta: Na nossa tradição existem espíritos que vem trabalhar na vibração de OXALÁ, sua cor é o branco e todos os espíritos que se manifestam usando no nome a cor branca tem como vibração de trabalho a força do orixá OXALÁ, por
exemplo: Caboclo Pena Branca => Um caboclo de OXALÁ e OXÓSSI; Caboclo Pedra Branca => Um Caboclo de OXALÁ e XANGÔ; Caboclos Estrela Branca é de OXALÁ. Etc...

Pergunta: Porque não se incorpora os espíritos mesmo eles estando trabalhando quando se toca para OXALÁ?
Resposta: Isso vai depender de cada Terreiro.

Pergunta: Porque tem poucos filhos de OXALÁ em comparação aos demais?
Resposta: Na nossa doutrina encontramos vários filhos na vibração de OXALÁ.

Pergunta: Pode OXALÁ 'ceder a coroa' do seu filho para outro Orixá? Pq aconteceria?
Resposta: Trabalhamos somente com o conceito de Reinos, cada filho tem seus reinos, suas vibrações primárias.

Pergunta: Médiuns videntes, vêem o que quando é chamado OXALÁ/Entidades de OXALÁ no terreiro?
Resposta: Podem ver normalmente, da mesma forma que vêem outras entidades.

Pergunta: Qual a relação de OXALÁ com a linha dos mendigos e Linha do Oriente?
Resposta: Como te falei podem trabalhar cruzados com outras vibrações, dentro da doutrina que seguimos quando as entidades trabalham em falanges ligadas a humanidade, povos, raças, etc... são do reino da humanidade e recebem a vibração de OXALÁ.

Pergunta: Na sua opinião, quais espíritos se manifestam no terreiro quando é cantado para OXALÁ?
Resposta: Como te falei podem ser de várias falanges, Caboclos, crianças, velos etc...

Pergunta: Os Caboclos de OXALÁ, são conhecidos por não trabalharem dando consultas, geralmente dando passes de energização e, dizem, não se manifestam em qualquer terreiro. Na sua opinião a não manifestação deles se dá
pela negativa do dirigente do terreiro em 'acreditar' q existam Caboclos dessa linha, ou há algum motivo espiritual para isso?
Resposta: Como mencionei vai depender da doutrina de cada casa, a Umbanda é muito
rica na diversidade de rituais.

Pergunta: Se, no terreiro que você participa, existem Caboclos e/ou Entidades na linha de OXALÁ que trabalham, por favor, nos conte mais sobre eles, tais como nomes, forma de trabalho.
Resposta: Já mencionamos alguns nomes acima: Pedra Branca, Pena branca, Águia
Branca, Itatiaia etc...


Grupo de Estudos Terreiro do Pai Maneco
Entrevistas Transcrição Completa
Estudo e entrevistas no Terreiro do Pai Maneco

DENISE FREITAS DE OLIVEIRA
ELISÂNGELA MAKOSKI
LEONARDO MACHARETTE


Categoria: Grupo de Estudos.

Bandeira da Amizade