Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, terça-feira, 22 agosto de 2017

COMENTÁRIO DA SEMANA 4 - PAI FERNANDO

O entusiasmo pela Umbanda está contagiando jovens e adultos. Está na moda a religião que é inteiramente brasileira.

Porque ela foi fundada por um índio brasileiro incorporado em um médium brasileiro e que tem um terço de sua constituição formada por índios e caboclos brasileiros. Sua origem é africana porque foram os negros escravos que a iniciaram, e quando se diz fundada não significa inventada. Quando o índio fez o anuncio oficial ela era praticada aqui no Brasil em vários lugares já há algum tempo e já existia a diversidade religiosa.

A incorporação do espírito dentro de um Terreiro, com luz acesa e sem nenhum mistério, empolga nosso publico, e quando ele se empolga nós também vivemos esse momento. É bom ver as pessoas alegres. Não podemos estragar esse momento vibrante da Umbanda.

Vejam como um primeiro contato é importante. A primeira vez que fui em um Terreiro de Umbanda foi na Tenda Espírita São Sebastião, comandada pelo Pai Edmundo Ferro. Fui, vi, gostei e fiquei. Na verdade fui contrariado, mas vi um grupo maravilhoso, uma casa limpa, cantos bem entoados, simplicidade e carinho dos médiuns com a minha pessoa. Isto foi o que vi. Claro que gostei, mesmo porque não tinha como não gostar. Não vi nada de errado, ao contrário, só presenciei coisas boas. Isso me atraiu e assim fiquei na Umbanda. Hoje comando um Terreiro que goza de bom conceito e é uma casa que atrai as pessoas, porque ele é limpo, os cantos são bem entoados, demonstra simplicidade dos médiuns e com certeza as pessoas só vão ver coisas boas. Por isso mesmo elas chegam, olham, gostam e ficam. É a repetição.

Quero que todos os médiuns e dirigentes do Terreiro do Pai Maneco continuem com esses fundamentos. A simplicidade está em atender as pessoas com carinho e sem exibicionismo. As situações dos consulentes podem se apresentar algumas vezes de uma forma pesada. Tenha atitudes boas que as entidades vão transmitir amor e as coisas ruins podem se transformar em boas. Nunca tire dos consulentes a determinação da vitória. Não fale sobre carmas. Diga sempre que ele – o consulente, a entidade incorporada e todos os espíritos do Terreiro estarão com ele em qualquer situação para tirá-lo do sofrimento seja ele qual for. Evitem os termos quiumba, trevoso e demanda, porque eles não serão entendidos. Temos que agir assim, por assim é o certo.

Pai Fernando Guimarães

Categoria: Pai Fernando .

Bandeira da Amizade