Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, domingo, 26 março de 2017

Estação de Transmissão

Estação de Transmissão Pai Maneco e Caboclo Akuan

Não sei com certeza se é verdade - ainda não temos equipamentos que comprovem cientificamente; sei que as palavras podem ser ouvidas por indução. Com as condições que temos, estamos tentando fazer com que os espíritos possam ser ouvidos.

A verdade é que faz arrepiar, disto não tenho dúvidas!

Saravá. Lucilia


Tudo começou no final de 2012 em uma conversa com Lucília em que passei a minha vontade em desenvolver este projeto e tive o seu aval tendo um local para a estação. Começamos o trabalho em abril/2013 uma vez por semana, sem nenhuma interrupção, afinal este trabalho não depende somente de nós, tem o comprometimento com a espiritualidade.

Informo que a comunicação eletrônica com os espíritos não é nenhuma novidade, já existe há muitos anos. Diversos grupos e pessoas desenvolvem este tipo de comunicação. Mas, em questão de terreiro o Pai Maneco é o pioneiro.

Neste tempo tivemos diversas visitas de pessoas que na sua curiosidade participaram de algumas sessões. Mas o grupo persistiu em 4 integrantes. Afinal como todo outro trabalho requer muita paciência, disciplina e persistência.

Nosso trabalho se desenvolve desta maneira:

Antes do início fazemos uma breve oração para equilíbrio do grupo. Acendemos uma vela, simbolizando a ligação do material e o espiritual. Pedimos licença e proteção as entidades dirigentes da casa.

Nossos aparelhos consistem em:

  • uma antena simples sem nenhum componente eletrônico, servindo de “orelha”
  • uma bússola que serve para achar a “encruzilhada”, ou seja o Norte magnético do planeta.
  • um quartilhão de barro (criação minha) contendo 02 mini alto-falantes embutidos, 01 lâmpada de luz violeta para não queimar o ectoplasma, 01 microfone para captação do ruído gerado dentro do quartilhão.
  • um rádio de ondas curtas fora de estação para emissão de ruídos.
  • um gravador digital.
  • um fone de ouvido de boa qualidade

Feito a captação o resultado é transferido para o computador aonde através do sistema Audacity é feito a limpeza e a escuta.
No começo esse trabalho era para servir de consolação, ou seja estreitar os laços da saudade dos entes queridos. Mas os espíritos nos encaminharam mais ao esclarecimento.

Os resultados que tivemos para os olhos de alguns podem parecer pouco, mas para nós é muito gratificante. Afinal com muita pouca experiência, mas com enorme vontade obtivemos bons resultados.

Agradeço muito a dirigente do Terreiro Pai Maneco, Mãe Lucília, assim como seu Pai Fernando não tem receio nenhum em inovação desde que sempre tudo seja feito com enorme seriedade e “pés no chão”. Acreditou em nós e ofereceu este espaço para o desenvolvimento deste meio de comunicação entre mundo espiritual e material.

Agradeço aos espíritos que estiveram presentes em nossas sessões, Pai Maneco, Caboclo Akuan, Vovó chica, Caboclo Tupy, Caboclo Tupinambá, Exu Capa Preta, Sete, Exu Meia Noite, Exu Tranca ruas, boiadeiro Venâncio, seo Edmundo Ferro, agradeço a mentora e ao mentor que me auxilia neste trabalho.

Para o próximo ano pretendemos dar continuidade a este trabalho de captar as vozes dos espíritos e também capturar imagens.

Agradeço ao meu grupo Ademir, Fabrício e Andreia pela perseverança e dedicação a este trabalho.

Saravá. Gerson Xãma 

CLIQUE PARA OUVIR AS GRAVAÇÕES