O lugar da mulher é onde ela quiser: A importância da Mulher na Sociedade

No próximo sábado (04), a Mãe Lucília de Iemanjá será uma das cinco painelistas do 4° Seminário Vida e Cidadania Umbandista, que acontece a partir das 14h, no Auditório da APP, que nesse ano terá como tema: O lugar da mulher é onde ela quiser: A importância da Mulher na Sociedade.

Inegavelmente a mulher tem conquistado a cada dia mais espaço na sociedade, entretanto, ainda existe um caminho longo a percorrer na busca da igualdade plena de condições e oportunidades.

Historicamente as religiões são marcadas fortemente pelo poder de decisão masculino, embora na sua gênese esteja o sagrado feminino.

Da mesma forma, o mercado de trabalho limita o acesso das mulheres aos níveis decisórios e remunera com valores menores. Isso se repete na ocupação dos poderes da república, onde a participação política das mulheres não reflete a realidade do recorte populacional que atinge mais da metade da população brasileira.

Na sociedade, organizada sob uma ótica machista, são vítimas constantes de violência doméstica, profissional e social, que a criação da Delegacia da Mulher representou uma grande conquista.

Na Umbanda podemos afirmar que 2/3 dos fiéis são mulheres, entretanto ainda são minoria nas chefias de Terreiros.

A necessidade de tratar um tema como o resgate do sagrado feminino revela uma negação histórica no tocante ao lugar da mulher na sociedade, sobretudo na esfera do religioso.

As religiões são profundamente marcadas pelo selo do masculino possuidor do poder de decisão. A própria consideração de um Deus Pai Todo Poderoso, quando mal interpretada, pode legitimar uma cultura de opressão ao feminino.

Resgatar o sagrado feminino é resgatar a face materna de Deus que foi sendo escondida com o passar do tempo pela imposição de uma cultura masculinizada.

Assim, a FUEP e os Terreiros associados propõem discutir esses assuntos apresentando no 4º Seminário Vida e Cidadania Umbandista desse ano de 2019, o tema “A importância da Mulher na sociedade”, sob o ponto de vista de cinco painelistas:

1 – O resgate histórico do sagrado feminino

Mãe Adriana de Iansã, dirigente do Terreiro de Umbanda Tia Maria;

2 – A mulher e o mercado de trabalho

Dra. Maria Valéria Zaina, advogada trabalhista do escritório DECLATRA

3 – A mulher na política

Ialorixá Isabel Cristina de Oxum, dirigente do Ilê Asé Oxum

4 – A importância do sagrado feminino na Umbanda

Mãe Lucília de Iemanjá, dirigente do Terreiro de Umbanda Pai Maneco;

5 – A Delegacia da Mulher, uma conquista notável

 

Local: Auditório da APP
Avenida Iguaçu, 880 – Térreo
Valor: 1 quilo de alimento não perecível

Informações: www.fuep.org.br

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.