Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sexta-feira, 28 julho de 2017

"Que Júnior? O Júnior chato!"

por Caroline Lipca

Era sempre assim. Sorridente, enrolão e cheio de meter o bedelho onde não era chamado. Não perdia uma festa, uma briga, um novo membro da corrente! Era o primeiro a receber, qualquer novo elemento da gira de segunda - quiçá do Terreiro do Pai Maneco - com um grande sorriso e muitas piadinhas.

Pau pra toda obra e o mais tampinha dos filhos de Ogum!

Podia esbarrar em você na gira de propósito, só para poder dar 'oi'; e sempre seria o metido a botar a mão na sua testa, pra ajudar a entidade a baixar.

O cara que reclamava muito, porque queria o melhor. Não só pra ele, mas pra todo mundo aqui do terreiro.
Confesso que fiquei muito triste com a notícia do desencarne - tão repentino e tão cedo - do nosso "Júnior chato". Mas mantenho a certeza de nosso reencontro num futuro lá longe.

Fica pra mim uma risada lá no fundo, ao imaginar agora o Fernandão olhando pro lado e dizendo "Ah, não! O Júnior não!" - como sempre fazia nas longas conversas nas tardes de sábado na cantina!

Pois que nosso careca receba com risada o nosso chato mais querido! E que todos nós hoje possamos vibrar nossa saudade na capa encarnada de Ogum!

Saravá!

Categoria: Varios Autores.

Bandeira da Amizade