Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, quinta-feira, 14 dezembro de 2017

Os Chakras e a Umbanda

A Umbanda tem a prática gratuita da caridade através de várias manifestações mediúnicas mas a mais comum nos terreiros é a incorporação.

Algumas pessoas pensam que a incorporação (mediunidade de psicofonia) é o ato de o espírito sair do nosso corpo e dar passagem ao espírito da entidade.

Veremos a seguir, que essa idéia será desmistificada, com uma explicação simples e objetiva. Afinal, a incorporação, é uma condição que engloba a parte mental, física e de efeitos físicos. Sendo assim, entidades e guias que trabalham para e na Umbanda, manifestam-se via fenômeno mediúnico.

Na incorporação, dois espíritos não podem “ocupar” o mesmo corpo. Como vivemos num mundo material e condensado (aquilo que podemos tocar), esse fato, não é diferente nos fenômenos mediúnicos.

Então veremos como funciona esse processo:
São sete, os chakras principais. Esses pontos receptores de energia do corpo humano estarão diretamente ligados as entidades (espíritos).

Para uma melhor explicação vamos entender como funciona o corpo físico.
O que é o cérebro? Por que precisamos de um sistema nervoso?
Seu cérebro é o órgão mais importante de seu corpo. Ele controla tudo o que você faz, seus movimentos, seus pensamentos e sua memória.
Embora pareça muito simples, o cérebro é imensamente complicado. Fica posicionado no alto da cabeça, acima dos olhos e dos ouvidos, estendendo para trás e para a parte inferior da cabeça.

Quase tão importante quanto o cérebro é o restante do sistema nervoso. A medula espinhal estende-se do cérebro para baixo, ao longo da coluna, O cérebro e a medula espinhal formam o sistema nervoso central. Ao longo do comprimento da medula espinhal saem nervos semelhantes a fios que se dividem e se ligam com quase todas as partes do corpo. Os nervos transportam mensagens dos órgãos dos sentidos para o cérebro, e também instruções do cérebro para outras partes do corpo.

E como entra a entidade nesse processo? Então vamos lá...

Sabemos que temos três corpos:

  • Corpo astral ou Perispírito
  • Duplo etérico(ou cascão ) – corpo semi-material e semi-espiritual
  • Corpo físico

A entidade se aproxima do médium. Coloca suas mãos no Chakra principal. O Coronário ou podendo ser chamado da corôa do médium. Com isso a entidade emana suas energias e manipula no cérebro as informações que serão passadas para o corpo físico do médium. Essas informações serão manipuladas diretamente ao sistema nervoso central. Ali nessa região, a entidade passará todos os efeitos físicos que provém dela, para o médium, efetuando a comunicação direta, inclusive sua forma de falar, de andar, seus trejeitos, desejos e sentimentos.

Então perguntamos:
Como a entidade fala ? Porque meu corpo se curva quando estou incorporada com um preto (a) velho? Porque sinto tanta força com Ogum ? Porque as mães dançam ? Porque um caboclo é tão forte e bate nos peitos? Como um Exú nos dá tanto sentimento de força e imponência? Porque as moças (Pombagiras) deixam nossos quadris tão cansados?
Iremos agora falar dessas manilpulações energéticas das entidades e seus respectivos Chakras:

OS CHAKRAS
Chakra ________________Localização______________Cor respectiva
Coronal (Coroa)_________No topo da cabeça_________Dourada, Branca e lilás
Frontal (terceiro olho) ____No meio da testa__________Azul
Laríngeo _______________No meio do pescoço _______Azul Claro
Cardíaco_______________Na região do coração_______Verde
Gástrico _______________Na região do estômago _____Amarela
Esplênico ______________Na região do umbigo _______Laranja
Básico ou Sacro_________Na região do pubis _________Vermelha

Cada entidade tem sua própria caracterização para ser conhecida como tal.
- Um caboclo com suas mãos cruzadas .
- Um preto velho (a) curvado.
- Um Ogum com seu brado forte!

Essa caracterização acontece para o nosso próprio reconhecimento de quem está se apresentando.

  • Coronário: Através desse chakra que a entidade manipula nosso sistema nervoso central e dá a forma de como ela é, e quer se apresentar (Curvada, em pé, torta, sentada). Também é por esse chakra que temos nossas intuições , o recebimento das comunicação espirituais ( clariaudiência), aonde podemos escutar sons, palavras, ruídos e vozes.
  • Para melhor concentração na incorporação pode-se mentalizar a cor branca, dourada ou lilás.
  • Frontal: Esse chakra tem a vidência, recebimento de informações por telepatia ou visão direta. Cor azul índigo.
  • Laríngeo: É o Chakra que a entidade manipula diretamente para usar a voz do médium. Podendo sentir toda a sensação da entidade. Até mesmo a forma que ela fala. Incluindo outros idiomas que o próprio médium desconhece. Para melhor comunicação da entidade mentaliza-se a luz azul claro, na direção da garganta.
  • Cardíaco: Aonde a entidade transmite a sensação e o sentimento de força, alegria, tristeza, raiva, impaciência e amor. Algumas das vêzes dando aceleração cardíaca. Cor verde.
  • Gástrico: Esse chakra tem muita importância. É de onde são retiradas a energia para doação. Esse Chakra também recebe as sensações de ardência, enjôos, dores. Muitas das vêzes quando se é médium transporte. Cor para o restabelecimento energético = amarela.
  • Esplênio ou umbilical: É o Chakra que tem a maior importância da doação de Ectoplasma.

Um dos elementos bioenergéticos mais utilizados por Caboclos, Pretos-Velhos, Exus e Crianças, seja em atividades curativas, harmonizatórias, e, também, em neutralização de demandas, é o nominado Ectoplasma. O Ectoplasma, que tem despertado um grande interesse por parte das religiões mediúnicas e de cientistas de todo o mundo, é uma substância material, visível ou não, consoante sua quantidade e densidade, absorvida/produzida pelo corpo humano a partir da fusão e posterior metabolismo de quatro fluidos, quais sejam fluidos astrais (química astral); fluidos da natureza (raios solares, raios lunares, gases etc.); e fluidos orgânicos e inorgânicos de nosso planeta (minerais, vegetais e animais).

Nos trabalhos direcionados ao desmanche de baixa magia, as entidades potencializam a substância ectoplasmática, deslocando-se a lugares onde está a origem material da feitiçaria (objetos vibratóriamente magnetizados), passando a manipular tais materiais, desmagnetizando-os e neutralizando as demandas. Devido aos espíritos utilizarem o ectoplasma humano em algumas tarefas onde há a necessidade deste fluido vital, muitos médiuns, ao término de uma sessão ou gira, sentem-se fatigados, cansados, exauridos de energia, e com apetite aguçado. Esta situação ocorre em grande parte, e em vários graus, conforme a quantidade sorvida, em razão da retirada de parte do ectoplasma do médium por parte dos espíritos trabalhadores. É um acontecimento natural, facilmente dirimido pela ingestão de líquidos como água pura, sucos, refrigerantes, comestíveis, e, se possível, um ligeiro repouso. Após um curto espaço de tempo o ectoplasma volta a seu nível normal.

Cor para restabelecimento energético = laranja.
- Básico ou Sacro: É a região que mais é usado para os Exus e Pombagiras. É o chacra de regula a disfunção sexual. Trabalha com a sensualidade e organização energética.
Essa influência se manifesta com sensações de vigor, auto – confiaça, determinação e coragem.
Por isso das Moças usarem muito a parte inferior do corpo. O quadril. E os homens de uma primeira chegada (da entidade) sentirem uma força brutal e na parte da pernas.
Cor vermelha.

Chakras das Mãos: Localizado na região central das palmas das mãos.
Caracterizados por estarem numa região terminal do corpo, denotam ponto de entrada ou escape de energia. São os chakras de ativação mais fácil e seguro, sendo que sua ativação permite o desenvolvimento da capacidade de sentir energias sutis e também de sentir a aura.
Manipulação energética. São os médiuns passistas.

Por isso, é super importante banhos de ervas, pensamentos bons, reformulação espiritual e acima de tudo a reforma íntima.

Nossos amparadores espirituais e guias agradecem.

Saravá!

Categoria: Varios Autores.

Bandeira da Amizade