Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, domingo, 20 agosto de 2017

Minha Opinião Janeiro 2009

A Assembléia Legislativa de nosso Estado criou o dia 15 de Novembro como data oficial da Umbanda em todo o Estado do Paraná e assumiu a obrigação de tutelá-la.

Não é do meu estilo analisar, reclamar ou enaltecer o passado. Sou daqueles que vive o dia de hoje preparando um amanhã melhor. Ensinamento do Pai Maneco inteiramente absorvido por mim. Mas vou fazer uma exceção falando sobre o ano que passou. Ele foi para a Umbanda uma fada madrinha. Um toque mágico e a nacionalidade da religião foi finalmente reconhecida como brasileira. E por isso o governo do Brasil tem que apadrinhá-la e recomendá-la como nascida da nossa cultura. Isso aqui, no Paraná já aconteceu. A Assembléia Legislativa de nosso Estado criou o dia 15 de Novembro como data oficial da Umbanda em todo o Estado do Paraná e assumiu a obrigação de tutelá-la. Na Cidade já existia esse ato criado pela Câmara Municipal. E, além disso, as duas casas representantes do povo abriram sessão especial para homenagear o dia Umbanda. Foi grande a presença de nossa gente.

Não sou adepto de festejar datas, porque elas fazem parte do tempo, e ele, o tempo, não existe. Mas não posso deixar de enaltecer o centenário da Umbanda no dia 15 Novembro. Umbandistas do Brasil inteiro reverenciaram a data. E isso foi feito com inteligência e sem exageros.

Há uns quinze anos atrás assisti uma reportagem com um padre de Niterói-RJ. Simpático era afável com o entrevistador e trazia embaixo do braço um surrado violão. Indagado por que a Igreja Católica estava perdendo tantos adeptos ele de imediato apertou o violão e sentenciou que se a Igreja não cantasse iria perder muito mais. O canto, a beleza musical e o samba brasileiro estão dentro da Umbanda. Diante dessa inteligente revelação do padre iniciei uma luta para conscientizar nossos médiuns que a seriedade dos trabalhos da Umbanda pode ser apoiada pela alegria de uma musica de bom gosto. Neste ano que passou a Umbanda cantou e cantou. Grupos musicais e cantores famosos enalteceram o tema musical dos Orixás da Umbanda. No dia 15 de Novembro a engoma do terreiro do Pai Maneco deu um show de alegria e competência e arrancou entusiasmados aplausos do grande publico presente na Ópera de Arame, tradicional local da Prefeitura Municipal gentilmente cedido aos umbandistas para reverenciarem o centenário da Umbanda.

No encerramento de nossas atividades mais de mil médiuns reuniram-se em nosso terreiro e fizeram gira impecável e alegre.

Novos autores escrevem sobre a Umbanda de uma forma bonita, diferente, alegre e esclarecedora. Novos conceitos estão sendo criados em livros simples e de excelente qualidade.

Na modernidade da comunicação pela internet e seus segmentos, os umbandistas do mundo todo conversam, trocam idéias e cobram atitudes mais definidas dos dirigentes. E nessa área o Terreiro do Pai Maneco também teve uma presença marcante. O site www.paimaneco.org.br teve ao longo desses últimos 365 dias a incrível marca de 1.968.848 (um milhão novecentos e sessenta oito mil e oitocentos e quarenta oito) páginas acessadas e 154.718 (cento e cinqüenta quatro mil setecentas e dezoito) downloads de músicas.

Todas essas coisas mexem com as pessoas e comigo não poderia ser diferente. Separei as coisas positivas que aconteceram com a Umbanda nesse ano que acabou e as que aconteceram na minha vida de dirigente de terreiro. Na verdade, depois de cinqüenta anos de atividade e várias conquistas que não vem ao caso mencionar, poderia reivindicar o direito do meu descanso à frente do terreiro do Pai Maneco. Mas, ao contrário, lembrando-me que só os fracos tropeçam no insucesso ou no medo de não conseguir superar seus próprios feitos, estou incentivado a lutar mais ainda por muita coisa que ainda mexe com minha alma. Já apaguei da lembrança os meus últimos cinqüenta anos e inicio hoje um chamamento a todos os umbandistas para que façam da nossa religião uma coisa gostosa, alegre, sem medos ou preconceitos e que nossos lideres, que não conseguem se amar, ao menos se respeitem. Só assim iremos consolidar definitivamente a qualidade dessa religião da nossa cultura.

Acho que todos deviam fazer o mesmo.

Essa é a minha opinião!

Categoria: Pai Fernando .

Bandeira da Amizade