Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, terça-feira, 12 dezembro de 2017

Lembranças de Reencarnações

Tudo isso faz parte do espírito, um complexo maior: matéria, cascão, perispírito e a alma. É a chamada aura.

Acho os pregadores espíritas muito convencionais e pouco criativos. Aceitam pacificamente o que lhes ensinam. Eu sou mais exigente. Não me convenço facilmente. Não conseguia engolir o chavão: você não se lembra das vidas anteriores para não se envaidecer ou não sofrer de arrependimento pelos atos criminosos antes cometidos. Eu racionava: ora, se já fui, não sou mais. Saber o passado não iria me afetar. A matéria era polêmica. Deixei de lado.

Quando me faziam a pergunta, respondia categórico: não sei! Alguém consultando o Pai Maneco fez-lhe a pergunta. Sua resposta, com minhas palavras: sintetizando, o homem é composto pela matéria, a mente e o espírito. Matéria é o corpo carnal. Nasce, cresce, envelhece e morre. Dentro deste corpo físico se aloja o cérebro. No cérebro existe a memória. A memória é o arquivo do nosso conhecimento. Hoje lembro de ontem por ter sido registrado na memória. Tudo isso faz parte do espírito, um complexo maior: matéria, cascão, perispírito e a alma. É a chamada aura. O perispírito é a cópia exata do corpo físico.

O homem morre. Seu corpo físico se decompõe, e com ele o cérebro e a memória. Fica destruída a lembrança da vida presente. Sobra, entretanto, o registro no perispírito, cópia, como já foi dito, da matéria. Ao desencarnar o espírito readquire a lembrança dos registros de suas reencarnações, uma vez que está livre da mente física morta. Este é o filme que, segundo dizem os convencionais, é passado aos desencarnados para lembrança de suas vidas anteriores. Quando este espírito reencarna, ao dar o primeiro sinal de vida com o choro tradicional da criança, começa um novo registro dos acontecimentos em uma memória totalmente nova e sem registro. Como esta memória não traz registrada a vida anterior, só gravada na mente do espírito, não pode, pela lógica, lembrar-se dela, acontecendo quando desocupar este corpo.

Este é o processo natural que faz o homem não lembrar da vida anterior, exceto em isoladas lembranças da memória do perispírito. No caso, quando acentuadas, provoca a precocidade na criança. Daí surgirem alguns gênios, podendo até com sete anos compor músicas clássicas ou surpreender com revelações fantásticas.

Categoria: Pai Fernando .

Bandeira da Amizade