Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, terça-feira, 22 agosto de 2017

COMENTÁRIO DA SEMANA 7 - PAI FERNANDO

Muita gente está me perguntando o motivo de terem sido suspensas as giras neutras no Terreiro do Pai Maneco.

Apesar de achar estranho que as perguntas não sejam feitas diretamente aos seus Pais/Mães de Santo, pois eles conhecem os motivos, vou responder para que tudo fique bem claro a todos os médiuns.

Eu gosto de trabalhar com um olho sempre voltado para as estatísticas. Não adianta querer impor um projeto sem que ele tenha a aceitação dos interessados. Faz tempo que percebo que as giras neutras têm a preferência não só do publico, mas também dos médiuns. Antes de mim as entidades que dirigem o terreiro já tinham feito essa observação, dentre eles o próprio seo João Boiadeiro. Ele fez uma ultima tentativa de que isso fosse corrigido, sem nenhum sucesso. Em função disso, fizemos uma contagem da presença dos médiuns nessas giras e, absurdamente, chegou comparativamente a mais de 40% o número maior entre a gira dos ciganos e dos caboclos. A gira dos caboclos perde em numero de presença dos médiuns para todas as demais giras. Isso é lamentável!  O triangulo da Umbanda, com reconhecimento e aceitação de todos os Terreiros brasileiros, é formado pelos Pretos Velho, Caboclos e Crianças, que representam a Humildade, a Força e a Inocência.

Essa discrepância entre os médiuns – rejeição dos Caboclos em favor dos Ciganos é causada por absoluta falta de conhecimento da importância dos Caboclos na Umbanda e o fanatismo pelo carisma dos ciganos. Isso deve ser corrigido. Compete aos Pais/Mães de Santo do Terreiro do Pai Maneco que expliquem, obriguem, controlem e exijam o cumprimento do mínimo da obrigação de seus médiuns que é comparecer e trabalhar em todas as giras seja ela qual for. Quem sabe, como sugestão, lembrar aos médiuns que seus Pais de Cabeça estão dentro da linha dos Caboclos.

A ordem foi dada e ela foi por mim implantada no Terreiro: estão suspensas as giras neutras. Até quando, não sei.

A mim só me resta participar do lamento coletivo no Terreiro, pois, fiquem certos, foi uma das mais difíceis decisões como dirigente do TPM. E outras acontecerão, mas todas com a finalidade de conduzir todos os médiuns ao verdadeiro caminho da evolução espiritual.

Categoria: Pai Fernando .

Bandeira da Amizade