Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sexta-feira, 21 julho de 2017

COMENTÁRIO DA SEMANA 18

Sentei para escrever o meu texto Comentário da Semana e tinha já delineado o seu motivo. Ia abordar mais uma vez a diversidade da Umbanda.

Pensando bem, que xarope! Vou parar por aqui e reiniciar uma nova série com matérias mais simpáticas. Vou me voltar mais para contar fatos sobre os espíritos e as entidades, se bem que me conhecendo sei que amanhã posso mudar o tema.

Mas por enquanto vou começar confessando que tenho um baita orgulho da corrente de médiuns do Terreiro do Pai Maneco. Já não sei mais se devo dizer corrente de médiuns ou Comunidade do Terreiro do Pai Maneco. São jovens, adolescentes, homens e mulheres desde a faixa etária dos menos de trinta anos até os idosos. E eles na convivência parecem ter a mesma idade.

Brigam, brincam, fazem caçoadas entre eles, rezam, cantam e dividem o espaço dentro do Terreiro para receberem suas entidades. São simplesmente maravilhosos! Outro dia uma médium adolescente pediu-me autorização para visitar outro terreiro onde uma sua amiga da mesma idade faz parte da corrente mediúnica. Permiti prontamente, mesmo porque se negasse seria a primeira vez que faria isso. Uma menina pedindo permissão ao seu Pai de Santo para poder visitar outro Terreiro! Posso querer mais? Jovens e responsáveis crianças que provavelmente confidenciam suas intimidades sob a vigilância de seus Orixás. Não tenho que me orgulhar? Essas e outros adolescentes que fazem parte do nosso Terreiro com certeza estão dentro do plano astral para levarem no futuro a Umbanda dentro da sociedade como hoje estão usufruindo e aprendendo.

E tenho ainda motivos de sobra para estar jubilando, pois constantemente tenho noticias que médiuns estão grávidas, o que vai garantir e solidificar ainda mais a Comunidade do Terreiro do Pai Maneco. Futuro garantido!

Categoria: Pai Fernando .

Bandeira da Amizade