Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, domingo, 26 março de 2017

Salve a Sol, Salve a Lua

“De dia é a luz do Sol que ilumina nossa vida. De noite, é a luz da Lua que clareia nossos passos. E nos dias nublados é a luz Divina que guia nosso coração. ”
Exú veludo

Observe bem a dinâmica da Umbanda e toda a energia que manipulamos: toda a ação tem uma reação. Nada é aleatório e tudo está interligado. Até mesmo quando inicialmente acreditamos que algo saiu errado, lá na frente percebemos que aquela era a melhor forma das coisas terem acontecido, por um motivo especifico, por um desfecho inesperado, não importa: aconteceu o que deveria ter acontecido!
Toda gira de Exú me preparo para cambonear o Exú fantástico que é o Seo Veludo. Coloco sua capa e Ele me cumprimenta pedindo que eu sirva a sua dose de Conhaque.
Nessa noite, não havia capa. Então, após sua chegada e minha saudação com bate cabeça, servi a bebida e fui abrir seu charuto e preparar seus ponteiros. Senti um gelo nas pernas e vi a dose do Conhaque esparramada no chão e logo atrás, ha poucos instantes, chegava Seo Veludo.
Numa pequena distração, uma irmã de corrente esbarrou e derrubou o Conhaque.
Ao chegar Seo Veludo não me deixou limpar. Foi firme! Espalhou com as mãos a bebida, sentou-se e começou seus trabalhos.
Os atendimentos da noite seguiram, nove consultas ao total e todas para tratar questões materiais: venda de imóvel, problemas na Justiça, burocracia no trabalho, emprego.
Ao decorrer do trabalho fui ficando muito cansada e dispersa. Ao final, Seo veludo colocou-me à sua frente e disse:

-Hoje Ogum trabalhou muito.Foram trabalhos intensos para cura e para que eu pudesse trabalhar da melhor forma, precisei fazer uma limpeza com o álcool do conhaque . Por isso, dei um jeito de derrubar a dose no chão. (Naquela noite, Seo Tucuaré, caboclo de Ogum, que atende em média 6 pessoas por noite, atendeu à 12 consultas).
E você não está se sentindo bem porquê trabalhou intensamente com duas energias que ficam em extremos distantes. Pois quando se tem um problema de saúde, o problema materiais tornan-se infinitamente pequenos.
Você como médium deve estar atenta às essas oscilações energéticas, para aprender a lidar com as diferenças das energias manipuladas”.
Agradeci e não pude deixar de notar que uma única vela no ponto estava quase toda queimada, enquanto que as demais estavam maiores. Não hesitei e perguntei o motivo. O Sr. Veludo, despedindo-se, respondeu : - Essa vela é a tua!
Meu coração se encheu de alegria. E como não poderia?

Ó salve o Sol, ó Salve a Lua! Saravá Seo Veludo!

Roberta Abrão
GIra de Segunda-Feira

Categoria: Pai Caco.