Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, quinta-feira, 14 dezembro de 2017

Segunda-feira, dia 11 de agosto de 2014

Como toda segunda, tive um dia especial. Digo especial, porque é o dia da semana que eu não marco compromisso que possa me tirar do foco dos trabalhos da noite. Tento tomar todos os cuidados durante o dia antes de ir para o TPM: alimentação leve, dia tranquilo e banho tomado.
No início dos trabalhos, quando Seo Sete Ponteiras desceu, senti um arrepio inexplicável.
Isso já havia acontecido comigo há mais ou menos um ano atrás, mas como percebi que era uma energia boa, não comente com a Mãe Lucilia, já que sei que ela tem muito que fazer e a resolver. Mas, também sei que isso pode ser um erro, pois tudo que sentimos, pensamos e vemos temos que levar para o dirigente, para nos esclarecer ou resolver.
Por este motivo, fui falar com ela, e agora vou tentar descrever para vocês, o que eu vi na gira do dia 11 de agosto, o que nunca havia acontecido desde todos estes anos que estou na Umbanda.

Era a parte do Ogum de Ronda e o Seo Sete Ponteiras estava trabalhando no meio. Eu estava concentrado, observando o que estava acontecendo. Eu cantava e batia palmas.
De repente, vi o Seo Sete Ponteiras começar dançar. Vi seu penacho, o seu cocar voando. Aquilo me chamou a atenção.
Fixei o olhar naquela imagem. Logo vi um índio, um índio enorme. Seu penacho era azul.
Aquele azul me chamou a atenção, era uma cor que realçava, tanto que não consigo descrever quais eram as outras cores que ali estavam.
Ao passar pela minha frente, consegui visualizar nitidamente a entidade. Mas, enxergava também ao lado, a Mãe Lucilia. A entidade estava um pouco acima da superfície, alguns centímetros do corpo da dirigente. Mas era impressionante. Ele dançava, nos mesmos movimentos que Mãe Lucilia dançava (ou vice-versa), não sei.
Na realidade tudo isso que eu vi, acredito que por apenas alguns segundos, o tempo de passar pelo congá e contornar os atabaques. Então, perdi o que estava vendo.

Mas, como eu nunca tinha tido esta experiência, não sei dizer o que me aconteceu, só posso afirmar que foi maravilhosa a energia. Não consegui dormir fiquei a noite toda com a imagem e a energia positiva desta gira.

Reis

Categoria: Espaço do Médium.

Bandeira da Amizade