Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, terça-feira, 22 agosto de 2017

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM CAMBONE

Era médium novo, tinha acabado de completar 1 ano e meio de gira quando a Mãe Lucilia me chamou e disse:
-Voce vai me cambonear três giras!!!
Pensei comigo mesmo: porque eu? Ela já tem a Mirtes e a Rita que a camboneiam muito bem! Não desconfiava do que estava por vir
O trabalho na época a meu ver era simples: tinha que copiar os pontos riscados, ouvir tudo e ficar atento às consultas, e no final se tivesse alguma duvida perguntasse o que quisesse. Por timidez entrava mudo e saia calado. Até que na última das três que tinha que cambonear o Seu Caveirinha me olhou e disse:
-Aprendeu tudo? Ainda tem duvida? Se tiver que pergunte agora porque você vai trabalhar!
Fiquei sem reação, me subiu pela espinha uma mistura de medo com insegurança e questionei:
-Mas meu Pai, o senhor tem certeza? Tem muitos médiuns bons e mais experientes, porque logo eu?
Primeiramente tive que ver ele rir da situação e depois me explicar:
-Filho o tempo não importa e nem me interessa, tem médium que realmente tem muito mais tempo que você, mas não quer dizer que estejam preparados.
Também não me achava preparado, mas o Seu Caveirinha mandou, não tinha o que questionar. Na gira de desenvolvimento seguinte veio o veredito final, a Mãe Camila falou os quatro que iam para o toco e eu era um dos escolhidos. Agora não tinha mais volta
A semana passou com um misto de ansiedade e insegurança que me tiraram algumas noites de sono. Lembro-me de ter perguntado a Mãe Lucília se poderia voltar para a corrente após o terceiro dia que a camboneei conforme o combinado e ela me disse que sim se quisesse. Fiquei com a pulga atrás da orelha com a resposta. Não era bem o que eu queria ouvir e seguia na duvida. Poderia ser mais simples com um ´´sim´´ ou um ´´não´´.
Na corrente adorava trabalhar no meio, apesar de ter camboneado algumas vezes, sempre queria ´´me sentir útil´´ e ir pro meio.
A Umbanda cedo ou tarde ensina, estava no toco precisando de um(a) cambone e assim como eu na minha época , muitos médiuns não queriam, queriam e diziam precisar trabalhar no meio, até que conheci a Ieri.
Médium muito atenciosa e sempre prestativa com as entidades com as quais tenho orgulho de trabalhar. Sempre que acabavam as consultas, as entidades faziam questão de repassá-las a cambone num misto de aprendizado e recordação para que não houvesse dúvidas de nada que foi dito ou elemento que foi usado nos trabalhos. Como médium consciente adorava a conversa para aprender também, ter a certeza que as consultas foram boas e que os trabalhos tinham fundamento e estavam sendo bem feitos.
Com o tempo a conexão cambone, médium e entidade foi melhorando e as consultas ficando cada vez melhores. Ela tinha segurança nas entidades e eu segurança na cambone. Sabíamos que tudo daria certo e teríamos mais uma gira de aprendizado dentro da caridade e amor ao próximo.
Se passaram 7 meses e a médium Ieri sempre com uma boa vontade, disposição e HUMILDADE para cambonear foi crescendo, já estava com uma intuição de que iria perdê-la mas não quis falar nada, quando mais duas semanas para frente fomos surpreendidos pelo Seu Folha Verde
-Filha hoje você não vai cambonear você vai é trabalhar. Pediu o ponto da Cabocla Marajoara .
Ela incorporou muito bem, foi apresentada à tabua e a pemba e foi pro toco. Na gira seguinte depois dos trabalhos o preto velho a chamou, com lágrimas nos olhos que não sei se dele ou se minha disse:
- É fia, esta chegando a hora de suncê dar voos mais altos na Umbanda, muito obrigado por seu auxílio todo esse tempo e que nosso Pai Oxalá te ilumine e te abençoe nessa nova fase que suncê vai começa.
Ela também se emocionou com as palavras do preto, agradeceu e mostrou a mesma insegurança e ansiedade que eu também demonstrei para o Seu Caveirinha. A única diferença é que enquanto eu pedi pra voltar pro meio, ela esperou pacientemente e diferente de mim e de vários médiuns que não querem ou queriam cambonear e preferem atuar no meio porque acham que vão desenvolver mais rápido, ela fez o seu desenvolvimento sem perceber, ouvindo atentamente todas as consultas, todos os ensinamentos das entidades ao fim dos trabalhos e com a mais absoluta certeza, esta mais do que preparada para essa nova responsabilidade na Umbanda.
Para mim, mais um aprendizado de humildade e como médium Leonardo Quirino, faço das palavras do preto as minhas:
-Muito obrigado pelo seu auxílio Ieri e que nosso pai Oxalá te ilumine e te abençoe nessa nova fase que você vai começar.
E completo mostrando o quanto aprendi com a situação:
-´´ Espero poder te cambonear um dia.´´
Saravá Terreiro Pai Maneco
Saravá Mãe Lucilia e Mãe Camila
E Saravá a você Ieri.
Leonardo Quirino
 

Categoria: Espaço do Médium.

Bandeira da Amizade