Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, quinta-feira, 14 dezembro de 2017

GERAÇÃO PET ESPIRITUALMENTE CORRETA – POR JOÃO EMERSON DA COSTA

GERAÇÃO PET ESPIRITUALMENTE CORRETA – POR JOÃO EMERSON DA COSTA

Não é de agora que os animais de estimação ganharam status de filhos, dentro das famílias, pois têm a mesma atenção que os filhos humanos, e muitas vezes até mais. Amor, carinho e proteção, e se todos os cães merecem o céu, por que não mereceriam assistência espiritual aqui mesmo na terra? Afinal, nem só de biscoitinhos e petshops vive um pet.

Preocupados com a carga energética que, segundo especialistas os animais absorvem de seus donos, surgiu a necessidade de, procurar uma forma de “descarregar” os bichinhos, que se tornam alvo de nossos maus humores e depressões.
Quem já não deu um sorriso após um dia de trabalho cansativo e desagradável ao chegar em casa e o seu cachorro lhe sorriu latindo?
Pois então, além do melhor amigo do homem, gatos, papagaios, tartarugas, cavalos, peixinhos, cobras, chinchilas são levados ao Terreiro de Umbanda Pai Maneco (TPM), situado no bairro do Santa Cândida, para sessões de passes e limpezas.
A Umbanda Pés no chão, como é conhecida no Terreiro do Pai Maneco, sempre teve a preocupação no bem-estar de todos, sejam seres humanos, animais e o meio ambiente.
Dos caboclos, pretos-velhos e eres terão amor, carinho, atenção, tratamento espiritual, cirurgias, passes, descarrego e até biscoitinhos de brinde ao final da sessão. Isso é o que donos e seus pets vão encontrar no terreiro, além da diversidade e da oportunidade de socialização entre donos e seus filhotes.
Já era sabido que os animais, segundo o espiritismo, têm alma também. Vejamos trechos do Livro dos espíritos escrito por Allan Kardec no século XIX, que já tratava deste tema tão intrigante sobre a alma dos animais:

Realmente, existe vida após a morte do animal?
"Sim! Em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, pergunta 597, encontramos o seguinte questionamento: 'Pois se os animais têm uma inteligência que lhes dá uma certa liberdade de ação, há neles um princípio independente da matéria?'. A resposta é direta e taxativa: "Sim, e que sobrevive ao corpo". A Gênese, de Allan Kardec, cap. III. 21 está exarado o mesmo conceito: 'A verdadeira vida do animal, tal como a do homem, não se encontra no envoltório corporal... ela está no princípio inteligente, que preexiste e que sobrevive ao corpo'."
O espírito dele sobrevive, mantendo sua individualidade? Conserva a consciência de si mesmo?
"Na pergunta 598 do Livro dos Espíritos tem o seguinte esclarecimento prestado pelos espíritos: 'Sua individualidade sim, mas não a consciência de si mesmo. A vida inteligente permanece em estado latente! É muito delicada a questão da consciência nos animais, pois face aos milhares de espécies que existem, em diferentes níveis evolutivos, em cada patamar, certamente ela deve se manifestar de maneira própria, particularmente em uma ocasião tão especial, como a da morte do corpo físico. É oportuno o ensinamento de Emmanuel, em Alvorada do Reino:'No reino animal, a consciência, à feição de crisálida, movimenta-se em todos os tons do instinto, no reino da inteligência, objetivando a conquista da razão, pelo discernimento'."
Sobrevivendo ao corpo, a alma do animal estará como a do homem num estado de espera para reencarnar?
"O Livro dos Médiuns, de Allan Kardec, item 282, diz:'0 principio inteligente, que animava um animal, fica em estado latente após a sua morte. Os espíritos encarregados deste trabalho imediatamente o utilizam para animar outros seres, através dos quais continuará o processo de sua elaboração. Assim, no mundo dos espíritos não há espíritos errantes de animais, mas, somente de seres humanos. Apesar de a colocação dos espíritos ter sido incisiva, de que não existem espíritos errantes de animais, muitos fatos falam o contrário. Ernesto Bozzano, em Os Animais tem Alma? comenta a ocorrência de 130 casos de manifestações metapsíquicas com aparições e materializações de animais. Como explicá-las? A literatura espírita está repleta de relatos indicativos da presença de animais no plano espiritual. Hermínio C. Miranda, em Diálogo com as Sombras, refere que o dirigente das trevas' quase sempre se apresenta nos trabalhos espirituais montado em animais. André Luiz, em Nosso Lar, relata a ocorrência de cães que puxam espécies de trenós e, em Obreiros da Vida Eterna, descreve a presença de aves de monstruosa configuração'. Como existem milhares de espécies de animais, em diferentes níveis evolutivos, penso que as possibilidades são inúmeras, no relativo ao assunto em questão, não existindo uma única resposta que possa correspondera todos os casos."
Animais reencarnam? Qual é o propósito?
"Kardec, em O Livro dos Espíritos, pergunta no item 599:'A alma dos animais pode escolher a espécie em que prefira encarnar-se?'. O esclarecimento se faz em seguida: 'Não, ela não tem o livre-arbítrio'. E, na questão 601, vem o propósito da reencarnação nos animais. Pergunta-se:'Os animais seguem uma lei progressiva, como os homens?'. Resposta: 'Sim, e é por isso que, nos mundos mais adiantados, onde os homens são mais adiantados, os animais também o são...
(http://www.humaniversidade.com.br/boletins/bichos_reencarnam.html).

 

Então, os donos não estão errados, bem, não pelo pensamento espírita, em achar que seus pets também merecem apoio espiritual já que possuem uma consciência individual e que rapidamente após seu desencarne reencarnam para mais uma vida de aprendizado com suas almas puras e limpas.
No Brasil, já tínhamos cemitério de animais ,mas nunca um terreiro que não os sacrifica em seus rituais, mas sim, os cura e os limpa de mazelas adquiridas de seus donos, e os quer bem vivos e saltitantes alegrando mais a vida e os dias de cão que seus papais e mamães adotivos enfrentam.

ASSISTA AQUI UM VÍDEO SOBRE A GIRA DOS ANIMAIS

João Emerson da Costa, da gira de sábado.

 

Categoria: Espaço do Médium.

Bandeira da Amizade