Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sexta-feira, 24 novembro de 2017

DIA DE OGUM – Por Alessandra Rodrigues

 

Dia 23/04/2016, dia de Ogum! Que dia, que energia! Começava a gira, como de costume me posicionei no meu lugar. Passaram-se, o hino de umbanda, o bate cabeça, oração, ponto de abertura da gira e enfim, o objetivo deste relato, a Saudação ao Seo Ogan Kaian.

Desde que me ausentei de minhas funções como ogan e fui para o meio junto com a hierarquia, nunca perdi o respeito pela engoma, sei de sua importância e defendo-a com muita determinação, e sempre que necessário auxilio no que foi preciso e na abertura das giras sempre reverencio essa entidade incrível, bato cabeça e peço para que inspire e abençoe os ogans que se encontram na gira paras que possam proporcionar um bom andamento do trabalho. E sempre sinto aquele calorzinho no peito, a emoção e a energia, e neste dia, a energia foi mais forte, mais intensa... estou no terreiro há muito tempo, e ainda sinto que pouco sei, estou aprendendo por muitas vezes ainda acho que ainda me falta muito aprendizado. E assim que é bom! Tenho vontade de sempre apender mais!

Minha intuição me dizia: “Dê passagem” e algo “externo” me dizia “ Quero descer, confie! ”. Por medo estava segurando a vibração, e chegando ao fim do ponto de saudação aquilo pedia passagem com mais força. Diante da forte vibração fui até a Mãe Denise, muito apreensiva, com medo de estar equivocada, disse a ela o que sentia e sem hesitar ela mandou que se repetisse o ponto, tirou minha guia e disse “Deixe vir! ”

E veio! Não tive tempo nem de ir até o meio do terreiro, ele mesmo o fez! Forte, determinado a mostrar sua presença ali, sério, porém satisfeito. Eu me entreguei, deixei que fizesse o que veio fazer, saudar à engoma que ele comandava naquele dia, cumprimentou as sambas, os ogans e os atabaques, assim como a hierarquia e a Mãe Denise é claro. Saudou a corrente e foi embora.

Eu, confesso, estava nervosa. Pensava em quem era eu para recebe-lo, não sabia exatamente o que fazer mas deixei que ele comandasse. Que honra! Eu receber Seo Ogan Kaian! Que emoção... nem sei descrever! É uma entidade muito forte, com uma energia muito expansiva e é determinado, mostrou ao que veio, e se foi. Posso até dizer que me deixou “a ver navios”.

E que honra foi viver isso novamente na Gira de Preto-Velho na Pedreira desse ano, no momento em que as sambas recebiam as novas guias. Mas dessa vez estava com medo, não sabia se estava certo e a energia era muito mais forte do que a primeira vez que o incorporei, recorri à Mãe Camila, estava extremamente nervosa e realmente não sabia o que fazer. E novamente, muito decidido do que queria, desceu, passou energia às sambas e desincorporou. E eu no meio daquela energia que estava muito forte, só pensava “o que está acontecendo?! Isso está certo?! Mas Seo 7 Ponteiras não disse nada?! E agora?! Vou levar uma bronca?! Meu deus! ” Estava cheia de dúvida e nervosa, e muito emocionada, tanto que chorei horrores depois, não sabia se tinha feito algo errado.

Mas que honra poder receber essa entidade, sentir sua energia! Posso ter deixado minha função de ogan nas giras mais meu respeito é o mesmo e ainda maior, zelo ainda pelo bom desempenho da engoma na gira de sábado e como já relatei, ajudo quem ali estiver com todo o carinho.

Não tenho mais palavras para descrever o evento, foi impressionante! Ainda questiono de por que comigo? Naquela infinidade de pessoas que estavam presentes com mais experiência que eu, fui abençoada com essa oportunidade, mesmo sem entender muito bem aprecio o que aconteceu, agradeço pela confiança e mesmo com questionamento na minha cabeça, sei que não tenho o que questionar, o que tiver para entender o tempo irá me esclarecer, as entidades sabem o que fazem e nisso confio fortemente. Saravá Seo Ogan Kaian!

Alessandra Rodrigues
 

Categoria: Espaço do Médium.

Bandeira da Amizade