Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sexta-feira, 28 julho de 2017

Cada alma que se faz presente aqui na Terra tem uma missão, um caminho a seguir.

por Nathalia Mendes

Muitas vezes ficamos perdidos, sem saber por qual caminho trilhar, sem orientaçao e até mesmo sem fé. Eu sempre procurei ter fé, acreditarque existe uma força superior que nos rege e nos ajuda nos momentos difíceis de nossa jornada, mas nao havia nenhum tipo de suporte.

Já procurei entender várias filosofias religiosas, já fui em igrejas evangélicas e católicas, centros espíritas e até em um templo hinduista, até chegar à umbanda pelo convite de uma grande amiga, filha de pai de santo, a quem sempre perguntava com curiosidade sobre a religião.
A primeira gira a que vim, foi logo do polêmico exu. Quando entrei no terreiro, não imaginava nada daquilo que meus olhos viam... Fiquei encantada com tudo, as músicas, o som dos atabaques, com a simplicidade das pessoas e com a magia que sentia ali. Nenhum dos lugares que havia frequentado tinha me tocado daquela forma, e logo pensei: "um dia eu quero estar lá no meio, debranco como eles".
Olhava tudo com muita atenção, confesso que também um pouquinho de receio criado anteriormente pelo preconceito já existente em minha família. Fui consultar e desatei a chorar, pedindo ajuda. Sai de lá leve, me sentindo muito bem e querendo voltar. Retornei alguns meses depois, e outra vez encontrei aquilo que meu coração procurava: tranquilidade, paz, carinho, conforto...
Conforto de uma grande vó, com quem pude desabafar e escutar os sábios conselhos. Desde entao nao faltei sequer uma gira, e não há nenhuma em que eu vá para casa sem algum aprendizado ou uma reflexão.

A umbanda não me trouxe dinheiro, muito menos "meu amor em 7 dias", como algumas pessoas sem nenhum conhecimento dizem. A umbanda me trouxe paz de espírito, esclarecimento, conhecimento, me fez enxergar a vida com mais humildade, a gostar de ajudar ao próximo, a me colocar no lugar do outro e isto me faz querer ser uma pessoa melhor. A umbanda é luz que me guia, é força que me ampara, é toda minha fé, é esperança que dias melhores virão, e que nos ruins nunca estarei sozinha. Que cada vez mais pessoas olhem pra nossa religião como ela realmente é, maravilhosa e cheia de luz, e que possamos acolher a todos aqueles que necessitam de amparo. Que cada um de nós possa trilhar nossa caminhada acompanhado com a ajuda de todos os orixás.

Muito obrigado Umbanda, muito obrigada ao Terreiro Pai maneco por nos acolher com tanto carinho e dedicação. Muito obrigada mamãe iemanjá, por me guiar pelos caminhos do bem!

Axé!

Categoria: Espaço do Médium.

Bandeira da Amizade