Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, segunda-feira, 14 julho de 2014.
Versão para impressãoEnviar para um amigo

Entrevista com Pai de Santo Fernando de Ogum

Estudo e entrevistas no Terreiro do Pai Maneco

ENTREVISTA COMO O PAI-DE-SANTO FERNANDO DE OGUM

Entrevistador - Por que num filho de OXALÁ seu pai de cabeça tem que necessariamente sair de outra linha?
R: Por que OXALÁ não incorpora. Ponto.

Entrevistador - Já foi experimentado, no TPM, incorporação na linha de OXALÁ?
R: Nunca, isso seria absurdo. Fazer uma coisa dessas, eu sei que não pode incorporar, porque eu vou fazer isso?

Entrevistador - Alguns lugares acreditam que existam Caboclos de OXALÁ, mas que eles não dão consultas, só passes. Já teve algo parecido no TPM?
R: Me dê o nome de um então? Seo Aymoré, Seo Pena Branca, todos são Caboclos de OXÓSSI, não são de OXALÁ. Mas não tem mesmo, absolutamente. Tudo que você lê em termos de OXÓSSI está lá o nome do Caboclo Pena Branca e do Caboclo Aymoré, eles são OXÓSSI.

Entrevistador - Se um Caboclo incorporasse, riscasse ponto e falasse que é um Caboclo de OXALÁ, ele seria aceito?
R: Se fosse um médium da minha confiança, deixaria de ter confiança nele. Não tem, isso é absurdo, isso não existe.

Entrevistador - Se todos os Caboclos tiveram uma encarnação e eram regidos por um Orixá e hoje trabalham na linha desse Orixá, se não tem Caboclo de OXALÁ, então podemos entender que nunca existiu um Caboclo quando encarnado que era filho de OXALÁ?
R: Essa pergunta eu não entendi! Eu li, reli e acho que houve um mal entendido, o que eu quis dizer, foi o seguinte: O teu Orixá... você desencarna e não muda de Orixá, você é criado e na tua origem, a tua centelhinha divina, veio de um Orixá e não tem como mudar. É a sua essência. Se você era OGUM, você volta como OGUM, volta como OGUM, volta como OGUM...

Entrevistador - Se por exemplo, se o índio é filho de OXALÁ, não seria lógico que ele trabalhe nessa linha? Assim, Seo Akuan é um Caboclo de OGUM, quando ele foi encarnado ele era um filho de OGUM.
R: Com certeza.

Entrevistador - Então naquela época também existiam índios que eram filhos de OXALÁ?  
R.: Claro que existiam! Evidente. Desde que o homem foi criado, ele foi criado por uma centelha divina, uma vibração cósmica que hoje tem esses nomes.

Entrevistador - Então porque agora eles não podem trabalhar nessa linha? Como entidades incorporantes na linha de OXALÁ?
R: Mas não tem! Naquele tempo, não existiam ainda índios de OXALÁ. Nunca houve, nunca aconteceu. Eu vi uma resposta que alguém deu, que chama o Caboclo Aymoré; mas chama o Caboclo Aymoré, porque normalmente existe uma tendência dos filhos de OXALÁ a incorporar o Caboclo Aymoré, mas não tem conexão porque muita gente incorpora o Caboclo Aymoré e nem todos são filhos de OXALÁ.

Entrevistador - Em algumas pesquisas OXALÁ aparece como o Orixá que rege o topo das montanhas, o ar puro e os cristais. Você acredita nisso?
R: Topo das montanhas, então XANGÔ foi despejado? Agora vou fazer uma colocação para todos e isso eu gostaria que você mostrasse para todos: eu sou meio complicado porque eu tenho minhas convicções próprias e eu pratico aqui no terreiro a UMBANDA Pés no Chão que pouca gente sabe o que é, mas eu vou explicar: Ou é folclore ou tem uma lógica. Então como pode alguém saber o que aconteceu no inicio da terra?  Ciência tudo bem! Mas vibração cósmica! OXALÁ!  Isso eu não aceito. Folclore e uma coisa e imaginar coisas é outra. Nisso meu pé fica muito no chão e é por isso que a UMBANDA que eu pratico é uma UMBANDA clara, ou é ou não é! Não tem como imaginar.
Vamos começar a falar de OXALÁ, o grande problema dos médiuns com relação a OXALÁ, é que acham que OXALÁ é o Orixá supremo, que está acima de todos os outros e que existe essa ligação muito forte com Jesus Cristo. Não é? Essa mistura existe, e forte. Esse é o grande problema “Um dia entrou uma senhora me dizendo que não queria mais vir no terreiro, porque não queria incorporar OXALÁ, porque não se achava a altura de incorporar Jesus Cristo. E foi embora brava comigo”. Bom, então, como é que surgiu essa história? Esse folclore de Jesus Cristo e OXALÁ? O sincretismo sempre existiu, então, os negros matreiramente botaram as ferramentas de OXALÁ na prateleira em cima um pano branco e a imagem de Jesus Cristo em cima, mas era só um veículo. Eles não estavam adorando Jesus Cristo mesmo. Na sua origem os escravos faziam isso, mas cultuavam OXALÁ mesmo! Daí surgiu o sincretismo. Jesus Cristo é uma coisa, OXALÁ é outra, totalmente separada. Como nós temos uma cultura religiosa, social, católica, então JC é muito reverenciado. Tanto que eu abro os trabalhos em nome de Jesus Cristo e OXALÁ, Não OXALÁ E Jesus Cristo, sabe? Às vezes eu digo só OXALÁ porque realmente quem abre um trabalho de UMBANDA é OXALÁ e não Jesus Cristo, isso é o normal numa gira de UMBANDA. Muita gente já quis desvincular os santos da igreja católicas da UMBANDA. Eu por exemplo, se você fala em OGUM, eu já vejo São Jorge lá matando o dragão, a gente cria na cabeça da gente. Daí surgiu a história através do sincretismo de OXALÁ e Jesus Cristo, então os médiuns de OXALÁ são iguais a qualquer um. Como Orixá OXALÁ não tem supremacia sobre os outros. Eu não sei como funciona, não sei como alguém pode saber, pois é uma vibração cósmica e vibração cósmica ninguém pode medir. Isso é um folclore que eu aceito, até que provem ao contrário e eu ajo assim também.

Entrevistador - Se OXALÁ é o Orixá maior e está em todos, o que teria de especial uma pessoa para ser filho de OXALÁ?
R: Não é especial coisa nenhuma! Normal, às vezes até pior que nós. Isso não tem lógica. Você acha que iria haver uma diferenciação entre os Orixás? Por que o Orixá OXALÁ está em todos? Por que ele não tem uma atuação direta na terra, então ele se manifesta sempre através dos outros Orixás, então está presente em todos os elementos da terra, inclusive em nós. Não é porque ele é maior, não é isso. Eu acho que não. Enquanto não me provarem ao contrário vou continuar assim.

Entrevistador - Por que são poucos filhos de OXALÁ?
R: Não sei! Assim como são poucos os filhos de Iansã, não tem uma lógica. Sabe o que acontece? Quando eu vou jogar obi, se fosse uma seqüência, porque o obi só confirma o que o PS fala, se eu digo joga para OXÓSSI, eu tô dizendo “Você é filho de OXÓSSI”, daí eu pergunto para o obi “Eu to certo?” ele responde se estou certo ou estou errado, então vou mudando. Mas se eu jogasse sempre para OXALÁ, a maioria ia dar positivo. Por quê? Por que o OXALÁ atua em todos os elementos terra, é provável então que virasse confirmando. Não é que ele atua, ele se manifesta através dos outros.

Entrevistador - Alguns filhos de OXALÁ relataram sentir vibração de incorporação quando canta para OXALÁ, mas não sabem identificar.
R: Não deve ser incorporação, deve ser vibração, normal. Se eu colocar a mão em você, você vai sentir vibração, normal. Não que eu seja OXALÁ.
O tempo e espaço não existem. Uma vez perguntaram ao Pai Maneco: como vocês medem quem é mais velho, pela data de nascimento, não? Mais velho é aquele que tá mais perto do desencarne. Então, por quê? Não tem uma lógica? Então é assim, não tem “naquele tempo”. Tempo não existe! Sobre a terra existem sete vibrações cósmicas, entre elas existem as intermediárias, não podemos pensar que as vibrações são como cidades? Tem vibrações intermediárias que são Orixás que regem.

Entrevistador - Se viesse alguém de outro terreiro e lá fosse Omulu aqui seria OXALÁ?
R: Por que Omulu é a esquerda de OXALÁ. Assim como tem IEMANJÁ e Nanã Buruque. Eu sei que é assim porque eu fiz teste.

Entrevistador - Como o senhor chegou na certeza que não tem Caboclo de OXALÁ? Foi por experimentação também?
R: Não só experimentação! Mas essa é a história da UMBANDA: todos os pais-de-santo dizem que não incorpora, porque eu vou contrariar? Uma vez perguntei ao Pai Andyr, que já desencarnou, aonde está o feminino de OGUM? Por que o feminino de XANGÔ é Iansã, de OXÓSSI é a Jurema, aonde estão o feminino de OGUM, as caboclas de OGUM. Ele respondeu que ia dar uma olhada e me disse que uma vez apareceu lá no Rio de Janeiro uma Cabocla de OGUM, mas chegamos a conclusão que não tem e sabe por que não tem? Por que as caboclas de OGUM estão trabalhando na linha de IEMANJÁ ou OXUM. Simples. Isso eu já testei.

Entrevistador - Meu irmão estudou um tempo o kardecismo, e estávamos conversando sobre a incorporação de OXALÁ e ele me deu um exemplo assim, pensar numa hidrelétrica, sem as centrais de distribuição e ligar numa casa, a casa vai explodir. E que incorporar OXALÁ seria o mesmo, como pegar uma energia muito forte e ligar no médium.
R: Seu irmão deu um exemplo muito bom, mas isso seria lógico se considerarmos que OXALÁ tenha toda essa força. Eu não acho que ele não tenha, mas acho que todos tem a mesma força.  Não recebemos a energia direta do Orixá. Por que não tem Caboclo de OXALÁ? Eu não sei, quem sabe apareça no futuro, mas agora não tem. Pra mim é simples “Eu sou Caboclo de OXALÁ” Então vá em outro terreiro porque aqui não existe.

Entrevistador - Nem se o senhor sentir que a “vibe” é diferente?
R: Como eu vou sentir o que não existe. Não tem como sentir o que não existe. Eu tenho pé no chão e não vou sentir o que não existe. Tudo o que eu falo é porque eu to sabendo, senão não falo, eu fico quieto.

Entrevistador - O senhor disse que no futuro podia acontecer?
R: Não vai acontecer. Você tá fazendo uma previsão e eu vou fazer outra: Não vai acontecer! Não vai porque é a natureza. A tendência na verdade é que acabem as religiões, os Orixás, a UMBANDA e, que nós sentamos aqui para conversar e que venham muitos espíritos conversar junto, nós seis e mais 14 espíritos conversando, por exemplo. Os meninos hoje têm uma mediunidade tão grande que no futuro eles vão enxergar tudo isso. A UMBANDA que eu pratico é essa, não tem não tem. Eu não vou discutir com os Pais-de-Santo que passaram anos estudando a própria cultura da UMBANDA. Se você quer folclore eu vou te dar um folclore, o sete. Tem que ser o sete, por quê? 7 Cruzes, 7 Encruzilhadas, tinha que ser o 7! Mas porque não é 6 ou 8, porque o 7 é um número mágico e tem que ser 7. Estamos falando de Orixá Cósmico não é? Qual é o Orixá Cósmico do Preto-Velho? Eles eram eguns, eles não podem ser Orixás Cósmicos, eles são uma linha de Preto Velho. Assim como Oriente, é uma divisão de terra. Pai Maneco, quando teve uma encarnação era filho de IEMANJÁ, mas se tocar para IEMANJÁ vai vir o Pai Maneco? Não. Para vir o Pai Maneco canta para Preto Velho.

Entrevistador - Pai Beco comentou que assim como os filhos de OXALÁ de hoje em dia, os índios, caboclos, silvícolas, etc... que eram filhos de OXALÁ quando encarnados, hoje em dia trabalhariam na linha do Pai de Cabeça, que seria seu segundo Orixá masculino.
R: Se ele era filho de OXALÁ, vai ser sempre filho de OXALÁ.

Entrevistador - Mas ele vai trabalhar na UMBANDA em qual linha?
R: Ele pode trabalhar na linha de OXÓSSI, XANGÔ ou OGUM. Então eu gostaria muito que você desse muita ênfase em não se deixar enganar, não se deixar iludir, nem se entusiasmar pelo que existe, e não criar formas mágicas, porque tudo tem que ter uma lógica, porque se não tiver uma lógica dentro da minha cabeça não entra. A gente percebe que há um medo de falar de Jesus Cristo, ninguém vai criticar Jesus Cristo, mas ele não é OXALÁ. Malandragem dos Pretos, porque OXALÁ era o Orixá maior deles e eles colocaram JC que é o maior da igreja, mas era só um veículo.

Entrevistador - Arquétipo de OXALÁ: Filho de OXALÁ é bipolar, são sofredores?
R: Não é que sejam sofredores, por ser marca deles, é uma tendência deles. OXALÁ tem uma qualidade enorme, é a técnica de organização.

Entrevistador - Se OXALÁ está em tudo e vibra através dos demais Orixás, porque fazer uma vibração específica de OXALÁ numa gira?
R: Não devemos misturar a sua ação em nosso planeta com a sua qualidade de Orixá. Dizer que OXALÁ vibra em tudo através dos demais Orixás é um erro. Ele vibra diretamente sem mistura dos demais Orixás.

Entrevistador - Em qual momento da gira que essa vibração é necessária?
R: A vibração de OXALÁ é sempre necessária, quer quando vamos dormir e fazemos nossas orações a ele e a Jesus pelo sincretismo e em todos os momentos da nossa vida, pois ele é inteiramente vibração.

Entrevistador - Podemos entender que a vibração de OXALÁ ajuda a acalmar e assentar energias? Se sim, seria uma energia que 'finaliza'? Como uma 'pomada curativa' depois que o antibiótico já foi ministrado?
R: Claro que a sua vibração acalma, mas quanto a assentar outras energias não acontece porque seria misturá-las o que me parece inviável.

Entrevistador - Parece sempre haver uma ligação entre OXALÁ, Linha das Almas, pretos velhos. Seriam forças complementares?
R: Quando se abre um trabalho de UMBANDA, se faz em nome de OXALÁ. Só isso já indica que ele está presente em tudo e em todos. Só não podemos inverter a ordem: não é OXALÁ que tem ligação com as linhas citadas, mas elas e todas as outras é que se ligam com OXALÁ.

Entrevistador - Certa vez, no blog, Pai Fernando colocou que os espíritos que trabalham na linha das almas, não incorporam. Seria o mesmo pensamento para OXALÁ?
R: Uma coisa não tem a ver com a outra.

Entrevistador - Podemos afirmar que existem espíritos que trabalham na linha de OXALÁ, mas que estes não têm um “cascão” para trabalhar na UMBANDA?
R: Não entendi a pergunta. Mesmo que tenha mil cascões nenhum espírito incorpora em médiuns na Terra na vibração do OXALÁ.

Entrevistador - Já ouvimos diversas vezes, por exemplo: "se está com a vida confusa, faça um amalá para OXUM, pois ela organiza as coisas". Em qual situação de vida fazer um amalá para OXALÁ?
R: São várias as situações que se fazem entregas para OXALÁ, mas a principal é quando existem desavenças por falta de amor.
 

Categoria: Grupo de Estudos.