Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, domingo, 25 junho de 2017

TPM É RECONHECIDO PELO TRABALHO CULTURAL AO RECEBER CONVITE DO CMPC

O Terreiro do Pai Maneco (TPM) participou como representante convidado da sociedade civil da reunião que elegeu os integrantes do recém-criado Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Curitiba (CMPC), que foi instituído pela Lei de Proteção ao Patrimônio Cultural de Curitiba (Lei 14.794/2016), que criou instrumentos de proteção aos imóveis de interesse de conservação e os bens imateriais. A lei também instituiu o Fundo de Proteção ao Patrimônio Cultural (Funpac).

“É um reconhecimento da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) ao nosso trabalho nas áreas de patrimônio imaterial e na de cultura popular”, contou a capitã Carolina Wanderley, que também é advogada e especialista que atua na área com a consultoria São Sebastião Cultura e Propriedade Intelectual, que representou o TPM na reunião.

Segundo ela, as atividades culturais desenvolvidas no TPM credenciaram o terreiro a participar das ações que promovem políticas culturais em Curitiba. “No caso a Fundação Cultural de Curitiba e no específico por meio do Conselho de Patrimônio Cultural”, explicou Carolina.

“É o nosso reconhecimento como entidade que atua na cultura. Não nos candidatamos a vaga no conselho por ainda não ser o momento para participar. Mas estamos integrados ao sistema público que discute políticas culturais a partir deste convite”.

 

Bandeira da Amizade