Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sábado, 24 junho de 2017

TERREIRO DO PAI MANECO RETOMA “TRABALHO DE LEITO” A PARTIR DESTA SEXTA, DIA 22

Uma prática que vem dos primeiros tempos do Terreiro do Pai Maneco (TPM), o “Trabalho de Leito”, que vai atender os médiuns e as pessoas que frequentam a assistência em questões de saúde e energização, será retomado nesta sexta-feira, dia 22, a partir das 20 horas, na sede do terreiro. O trabalho será conduzido pelo Pai Beco de Oxóssi, com os caboclos Pena Branca e Sete Pedreiras. O trabalho acontecerá mensalmente.

“Esse tipo de trabalho, que a Mãe Lucília pediu para retomarmos, vem desde lá quando as giras aconteciam num espaço cedido pela Faculdade Espírita, e que se manteve por muito tempo nas atividades do terreiro”, lembra Pai Beco.

COMO VAI SER
“Primeiro abrimos com o Seu Pena Branca e depois com o Seu Sete Pedreiras, que vai firmar o trabalho. Depois são chamadas as entidades na Linha do Oriente, que também inclui caboclos e os ‘médicos’”, detalha Pai Beco.

O “Trabalho de Leito” tem como objetivo atender as pessoas e os médiuns, todos podem participar, na parte relativa à saúde e também na melhora da energia física e espiritual. “A vibração de cura vem da Linha do Oriente e das entidades que trabalham nesse campo”, diz.

Pai Beco faz questão de esclarecer que o “Trabalho de Leito” não quer mistificar quaisquer poderes milagrosos. “Não vamos chamar de trabalho de cura para não criar expectativas nas pessoas sobre resultados, que estão além da nossa responsabilidade ou entendimento”, explica. “Nós temos fé no poder dos orixás e dos espíritos. ”

HISTÓRIA
Foi o falecido Pai Pequeno Geraldo que certa vez pediu ao caboclo Akuan se era possível chamar alguns eguns (espíritos comuns) numa daquelas giras na Faculdade Espírita.

“Ainda era um trabalho com jeito kardecista, meio mesa branca. Mas acontece que várias entidades também se manifestavam. Caboclos, crianças e outras. Até que numa das vezes uma moça incorporou um médico alemão, sempre tem que ser um médico alemão, e as coisas começaram a mudar”, relata Pai Beco.

Ele lembra que foi nessa época que o Seu Akuan indicou uma das médiuns para fazer uma “cirurgia espiritual” e que naquele trabalho apareceram diversos “espíritos médicos”. E a partir daí que surgiu o “Trabalho de Leito” no terreiro.

LEITOS
“Depois, já na nossa sede, o trabalho era tão intenso que o terreiro parecia até uma enfermaria de hospital, com as pessoas sendo colocadas nos bancos como se fossem leitos, tipo macas”, recorda Pai Beco. “Agora vamos retomar. Vamos poder ajudar as pessoas."

Bandeira da Amizade