Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, quinta-feira, 22 junho de 2017

TERREIRO DO PAI MANECO COMPLETA 30 ANOS!

 

 

 

 

 

 

 

Neste dia de Iemanjá, 2 de fevereiro, há 30 anos, em 1987,

o Pai Fernando Guimarães fundou o Terreiro do Pai Maneco (TPM),

a Sociedade Espiritualista Edmundo Rodrigues Ferro,

com a missão de realizar trabalhos espirituais de Umbanda,

visando o bem-estar e a elevação espiritual do homem, além de outros.

Leia a seguir a mensagem da Mãe Lucilia de Iemanjá, dirigente espiritual do TPM sobre os 30 anos do TPM:

Eu imito direitinho o Pai Fernando nestes anos que ele não está mais conosco. O legado é dele.

Hoje o nosso terreiro é uma comunidade que é unida, forte e gentil. Nós trabalhamos para o bem.

A gente tenta fazer com que a cultura entre cada vez mais dentro dos médiuns, isso porque a gente quer dar informação junto com a religião. Formação em todos os sentidos.

A história do TPM em Curitiba é muito importante porque desmistificou muito, fez com que a religião tivesse um outro rumo e outra importância. Fez com que a Umbanda entrasse nas famílias e hoje temos famílias inteiras dentro do terreiro.

Acho que o Pai Fernando está bem satisfeito com o que a turma dele está fazendo pelo Terreiro do Pai Meneco. Não estamos fazendo nada que ele não quisesse.

Saiba mais sobre o TPM:

HISTÓRICO

O Terreiro de Umbanda Pai Maneco (TPM) foi fundado por Fernando Macedo Guimarães em 1987. Aos vinte anos, Fernando entra em contato com o espiritismo.

Vinte e cinco anos depois é convidado a frequentar a Tenda Espírita São Sebastião, onde conhece o Pai Edmundo Ferro, que logo se torna seu pai de santo e amigo.

Cerca de 10 anos depois, com a morte de seu dirigente, Pai Fernando funda o TPM após cruzamento.

Pai Fernando inicia os trabalhos do TPM no salão de festas da sua prima Gilda Máximo, com o apoio do Pai Luiz de Ogum. Logo as giras passam a ser dirigidas em local cedido pela Faculdade Espírita, no bairro Santo Inácio, na cidade de Curitiba.

Em janeiro de 1999 os trabalhos passam a ser realizados em sede própria, no bairro Santa Cândida, em Curitiba.

“A Umbanda apresenta facetas interessantes e que fogem ao tradicionalismo das religiões. Embora não exista nenhuma regra escrita que lhe dê o poder, o pai de santo (leia-se sempre: pai de santo ou mãe de santo) é quem dirige um terreiro de Umbanda e sua palavra tem a força da decisão. O fato peculiar é que ele não é nomeado e muito menos eleito: ele tem seguidores que acreditam e aceitam o que ele prega. Queiram ou não, ele é o chefe da comunidade que se abriga sob seu teto e o seu Orixá será sempre o chefe espiritual do terreiro. O Orixá cósmico do dirigente marca a linha de trabalho do terreiro e a entidade dessa linha que incorpora nele sempre será o chefe espiritual do terreiro que ditará todas as normas e regras para o seu funcionamento.”
Fernando Macedo Guimarães fundador do Terreiro Pai Maneco (1937 – 2012).

Fonte: Trechos da Apostila do Curso de Iniciação à Umbanda - Terreiro do Pai Maneco:
Clique aqui para download.

Para saber mais sobre a Umbanda Pés no Chão clique aqui e leia o Livro do Pai Fernando.
 

Bandeira da Amizade