Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, segunda-feira, 20 novembro de 2017

LEIA OS TEXTOS SOBRE PATRIMÔNIO IMATERIAL DA UMBANDA FEITOS PELO GRUPO DE ESTUDOS

Estamos publicando os textos do trabalho de pesquisa do Grupo de Estudos do Terreiro do Pai Maneco (TPM) sobre o “Patrimônio Imaterial da Umbanda”.

Neles, vamos trazer para vocês as descobertas e conclusões sobre os elementos culturais e artísticos passando exatamente pelo modo sensorial de contato com o ser humano: visão, audição, tato, paladar e olfato.

INFORMAÇÃO E CULTURA
“A divulgação destes textos é importante para a Umbanda Pés No Chão. Estar informado e estudar sempre foram incentivados pelo Pai Fernando, que apoiava o fortalecimento do conhecimento e a cultura na Umbanda”, disse a diretora espiritual do TPM Mãe Lucilia de Iemanjá.

Então, para acessar os conteúdos clique nos links abaixo:

VISÃO - Por Guilherme Souza e Franciele Schmidt
TATO - Por Agne Carvalho
PALADAR - Por Eliezer Junior
OLFATO - Por Denise Oliveira
AUDIÇÃO - Por Agne Carvalho

Abaixo trechos do texto sobre Patrimônio Imaterial na Umbanda publicado pelo grupo no início dos trabalhos:

“O que é Patrimônio Imaterial da Umbanda?
Patrimônio Imaterial abrange expressões culturais e as tradições que um grupo de indivíduos preserva em respeito da sua ancestralidade para as gerações futuras. ”
Estamos falando de práticas, modos de fazer, conhecimentos que vão passando de pai para filho, tradições, técnicas, e tudo mais que o povo produz em seu dia a dia, e que carrega uma forte carga artística. A tradição assim determina. Isso é patrimônio imaterial.
Bem, sabendo o que é Patrimônio Imaterial fomos pesquisar onde ele se ‘encaixa’ na nossa Umbanda e durante a conversa do grupo descobrimos que se encaixa em tudo: roupas, cantos, instrumentos, utensílios, enfim, tudo que temos na umbanda vem de nossa ancestralidade e está sendo transmitida de geração em geração há, pelo menos, 104 anos.
Para realizar nossas investigações, resolvemos adotar uma metodologia e para elaborá-la, partimos de uma premissa: a fé do povo sempre se traveste de elementos visuais, sonoros, táteis, gustativos e olfativos que acabam por ser arte, em última análise.

Bandeira da Amizade