Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, domingo, 23 abril de 2017

Compromisso sério

Pela fé, pela necessidade ou pela dor!

Não importa o motivo que levou alguém para a religião mas qualquer que seja, em algum momento o seguidor deve assumir um compromisso. Obviamente, este compromisso será do bom comportamento. Eu tento, tento, tento, e, quando faço uma reflexão, vejo que estou longe de ser poço de virtudes.

Senhor! Fazei de mim um instrumento da tua paz”.

Que tal se Ele faz? Dai vamos ao velho ditado “faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”.

“Devo levar amor onde existe ódio?” Devo! “Devo levar alegria onde existe tristeza?” Devo! “Devo levar esperança onde existe desespero?” Devo! Só aí já estou devendo muito e nem cheguei no final.

É difícil! Porém, vou continuar tentando, pois, quem sabe um dia terei superávit na balança das virtudes sobre os vícios.
O Pai Jussaro foi o compromisso que assumi quando fiz amaci e na feitura de Pai de Santo, e espero melhorar quanto puder para justificar a encarnação.

Não vim pela fé, nem pela necessidade e tampouco pela dor. Vim para ser Ogan do Pai Fernando. Melhor! VIM PRÁ TOCAR NA BANDA!

Pai Beco de Oxóssi.

Bandeira da Amizade