Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sábado, 25 março de 2017

Capoeira Angola

CAPOEIRA ANGOLA

Os negros africanos trazidos como escravos para o Brasil descobrem que ao fugirem do cativeiro e praticarem o n’golo luta do ritual efendula, esta se mostra eficaz durante sua fuga para liberdade. Passam a se exercitar nesta luta nos matos baixos chamados capoeira significa "o que foi mata", através da junção dos termos ka'a ("mata") e pûer ("que foi"). Refere-se às áreas de mata rasteira do interior do Brasil onde era praticada agricultura indígena. Nas senzalas disfarçam sua pratica colocando música para que seus senhores pensem que estão fazendo “festa de negros”, dançando cantando e tocando instrumentos.

"Capoeira Angola" rica expressão artística, mistura de luta, dança, ritual, teatralidade, música e jogo. Herança cultural que nasce da ânsia de liberdade de um povo, expressão da sua arte e sabedoria.

Capoeira Angola prática de alegria, criatividade e saúde.

Os vários elementos que envolvem a prática da capoeira angola se completam interligando seus componentes psíquicos, sociais, físicos e espirituais. Desenvolve o equilíbrio físico e psíquico e a consciência corporal.

O grupo Capoeira Angola Menino de Arembepe, fundado e orientado por Mestre Lua de Bobó (BA), Mestre da Cultura Popular e da tradição da Capoeira Angola, representante da resistência de uma linhagem que se perde no tempo, em Curitiba PR praticando no Terreiro do Pai Maneco, convida todos acima de 10 anos sem limite de idade a virem aprender e treinar capoeira angola.

Local: Terreiro do Pai Maneco – anexo I

Dias: Segundas e quartas-feiras
Horário: 19h30 às 21h30
Informações: 41 9666-2654
site: www.meninodearembepe.org