Terreiro de Umbanda do Pai Maneco, sexta-feira, 28 julho de 2017

CABOCLO AKUAN DIZ QUE TERREIRO PAI MANECO É UMA CASA DE PORTAS ABERTAS

A primeira gira do ano no Terreiro do Pai Maneco, nesta segunda-feira (25), em Curitiba, reuniu um grande número de médiuns e outro maior de pessoas na assistência. A primeira parte do ritual, a Gira de Ogum, foi marcada por muita energia e muito entusiasmo dos participantes. A vibração contagiou o ambiente.
Nesse clima, o Caboclo Akuan mandou um recado para todos por meio do Caboclo Sete Ponteiras do Mar, que é o Ogum da Mãe Lucília de Iemanjá. Este foi o recado:

“Esta é uma casa de portas abertas. A Umbanda é uma religião muito bonita. Só a ignorância e a falta de conhecimento podem motivar os que querem denegrir nossa fé. Nessa casa de portas abertas não se faz só trabalho espiritual. Aqui também fazemos a cura social, atendemos aqueles que sofrem de uma das maiores doenças da Terra, a solidão, que passa pela síndrome do pânico até o desemprego”, disse ele.

O Caboclo Akuan reforçou a ideia de que o Terreiro do Pai Maneco é um espaço aberto a todos aqueles que quiserem participar. “Aqui nos vestimos de branco. E sabe o porquê? Por que aqui somos todos iguais. Não importa se é rico ou pobre, somos iguais aqui. Na Umbanda aproximamos as pessoas, tiramos as diferenças”, completou.

Os trabalhos terminaram com a Gira dos Petros Velhos e os atendimentos à assistência na segunda parte do ritual. As atividades do Terreiro Pai Maneco continuam normalmente e os eventos podem ser conferidos na Agenda no nosso site: www.paimaneco.org.br .
 

 

 

 

 

 

Bandeira da Amizade